Arquivo da categoria ‘Decreto na União Europeia’


1 milhão de cidadãos necessários para solicitar o Dia da Criança

Saiba mais

Papa Bento XVI e Martin Kastler

Martin Kastler: EU possível Decreto

Anúncios

A visita que Bento XVI fará ao Reino Unido entre os dias 16 e 19 de setembro deste ano já está na fase dos últimos preparativos.

Possivelmente  Bento XVI procurará fazer uma  boa demosntração publica do poder católico, e se possivel dará um  grande passo para a santificação do domingo.

Para aqueles que não conheçem Martin Kastler,esse homem tem um  projeto  que anseia obter um milhão de  assinaturas na União europeia, para aprovar leis que obriguem as pessoas a quardar o  domingo,atualmente essa lista possuí  cerca de 18.000.00 assinaturas

Leia esse post para saber mais do  PROJETO

Agora eu  penso,enquanto muitos dizem que não  haverá decreto  dominical e que tudo isso  é bobagem,basta Bento XVI convidar as pessoas a  aceitarem  esse projeto e  tudo estará feito,com tanto poder em  suas mãos,será façil para alcançar  um milhão de assinaturas


Deputado Democrata-Cristão alemão Martin Kastler  lançou Uma petição online, arrastando com UM Milhão de Assinaturas vai obrigar a comissao a considerar o seu pedido. A campanha se chama “Mum and dad belong to us on sundays ” ”Mamãe e papai nos pertence ao domingo.” A petição recebeu 17,903 mil assinaturas até agora.

Agora, poucas pessoas gostam de trabalhar aos domingos e é difícil argumentar contra a necessidade de algum tempo, de boa qualidade com a família pelo menos uma vez por semana.

“O que estamos vendo não é realmente uma surpresa. É sempre a estratégia de satanás no poder  ”

A forma como Martin Kastler vê: deveria haver uma lei que proíba as lojas em toda a Europa de abrir aos domingos.

Ele já começou a recolher assinaturas de apoio. E em breve,  uma cláusula de pouco debatida no novo Tratado de Lisboa, a UE pode ser obrigada a considerar a elaboração de tal legislação.

“Para mim, o domingo é um dia da família”, disse Kastler, um membro alemão do Parlamento Europeu que está sendo pressionado pela sua mulher, grupos de igrejas e sindicatos.
Ninguém sabe ao certo o que o cidadão europeu pode querer . A maioria nem sequer está consciente de seus novos direitos. Quando a UE pediu para comentário público sobre a sua regulamentação proposta, menos de 180 pessoas responderam à chamada.

Em alguns países, os assinantes, terão de entregar seu passaporte ou números de cartão de identidade nacional para ajudar a prevenir a fraude – outra exigência, que levou muitas objeções porque alguns cidadãos estariam dispostos a dar essa informação para alguém que  está a recolher assinaturas em uma esquina, por exemplo .

A etapa final é para acumular 1 milhão de assinaturas. Nesse ponto, a comissão seria obrigado a propor legislação e dar uma razão por que não no prazo de quatro meses. Alain Lamassoure, membro francês do Parlamento Europeu que lutou para incluir a iniciativa do Tratado de Lisboa, disse que muitas das restrições propostas eram razoáveis, apesar de alguns ajustes finos podem ser necessários.

Ele acredita que os cidadãos podem fazer importantes contribuições legislativas nas áreas que são por vezes esquecidas.
Ele também quer que o limite temporal aumente para 18 meses de 12 para facilitar a coleta de assinaturas. E ele quer um sistema de recurso, se a Comissão Europeia não decide agir.

Kastler tornou-se membro do Parlamento Europeu por um ano, em 2003, depois retornou em 2008. Embora isso não lhe dá a capacidade de legislar. Sob a lei atual, que é quase exclusivamente da competência da Comissão Europeia, um grupo de funcionários nomeados pelos países-membros.

Agora, com a iniciativa dos cidadãos, ele pode se aproximar de seu objetivo. Desde fevereiro, ele recolheu cerca de 18.000 assinaturas, provavelmente no final deste ano, ele acredita que irá receber o restante.

Seu slogan é “Mum and dad belong to us on  sunday.”

Apesar de ele ainda tem que levantar bastante dinheiro para um escritório, folhetos, adesivos ou panfletos de publicidade.

“É muito difícil para alguém que só tem uma idéia, mas não apoio”, disse Kastler. “Sem o apoio de grandes organizações, não é tão simples de se criar um debate na Europa.”

Para alquém que  sem  apoio  consequiu  afetar tanta gente , é bom abramos nosso olhos porque  em  breve virá uma lei  que  no fará maus diantes do olhos humanos,mas santos diantes de DEUS