Arquivo da categoria ‘Profecia’


Sinais nos céus "vocês não podem discernir os sinais dos tempos?"  Matt.  16:03.

Sinais nos céus
“vocês não podem discernir os sinais dos tempos?” Matt. 16:03.

“O sol se escurecerá”

Lembramos que na visão de sinais dos últimos dias dado ao profeta João, ele viu o “grande terremoto”, seguido de um sinal no céu:

“O sol se tornou negro como saco de cilício, e a lua tornou-se como sangue.” Rev. 06:12.

Deste evento, nosso Salvador falou, dando os sinais de Sua segunda vinda que deveriam começar a aparecer após o corte curto dos dias de perseguição. Repetimos Suas palavras:

“Imediatamente depois da tribulação daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz.” Mat. 24:29.

A Profecia Cumprida

Fiel ao fim da profecia, após o terremoto de 1755 na Europa, veio, na América, o segundo sinal do fim se aproximando, o maravilhoso escurecimento do sol, conhecido na história como “o Dia Escuro”.

Este sinal apareceu na hora indicada na profecia, “imediatamente após a tribulação daqueles dias”, ou “naqueles dias, depois daquela aflição.” Em 19 de maio de 1780, o sol escureceu e na noite seguinte a lua não deu a sua luz, a verdade é que  o tempo da profecia chegou, o sinal apareceu.

O primeiro volume das “Memórias da Academia Americana de Artes e Ciências”, publicado em Boston em 1785, contém um artigo intitulado, “um relato de uma Escuridão Muito Pouco frequentes nos Estados da Nova Inglaterra, 19 de maio, 1780. By Samuel Williams, AM, Hollis Professor de Matemática e Filosofia na Universidade de Cambridge [Massachusetts]. ”

Da extensão, duração e grau de escuridão naquela ocasião, este observador científico disse:

“A extensão dessas trevas foi muito marcante …. Pelos relatos que foram recebidos, parece ter se estendido por toda a Nova Inglaterra Estados. Observou-se como Extremo Oriente como Falmouth [Portland, Maine]. Para o oeste , ouvimos de sua alcançando as partes mais distantes do Connecticut e Albany. Para o sul, foi observado ao longo da costa marítima. E para o norte ….

“No que diz respeito à sua duração, continuou neste lugar, pelo menos, 14 horas, mas é provável que não era exatamente o mesmo em diferentes partes do país A aparência e os efeitos foram, como tendia a tornar a perspectiva extremamente aborrecido e triste. . Velas foram acesas até nas casas, o canto dos pássaros desapareceu, e tudo ficou em silêncio; as aves retiraram-se para pernoitar; os galos estavam cantando todos em torno de como ao romper do dia; objetos não poderiam ser distinguidos,… e tudo tinha a aparência e a melancolia da noite “. (Veja as páginas 234-246.)

 

” O Dia das Trevas , 19 de maio de 1780, assim chamada por conta de uma escuridão notável nesse dia que se estende por toda a Nova Inglaterra …. O obscurecimento começou há cerca de dez horas da manhã, e continuou até meados da próxima noite, mas com diferença de grau e duração em lugares diferentes …. A verdadeira causa deste fenômeno notável não é conhecido. ”

Causa desconhecida

Na época, alguns tentaram  explicar a escuridão como sendo devido à fumaça de incêndios florestais, outros por  aumento excepcional de vapores e poeira atmosférica na primavera quente após o derretimento das neves do inverno incomumente pesadas. Mas os incêndios florestais não foram de ocorrência extraordinária nestas regiões,; ainda 19 maio de 1780, ainda permanece único nos anais dos tempos modernos como “o dia escuro  “. No entanto os observadores e escritores discordaram quanto à natureza do manto de escuridão que foi elaborado na Nova Inglaterra naquele dia, eles eram um em reconhecer o caráter extraordinário do evento.

Os fatos são totalmente cobertas pela declaração no dicionário, “A verdadeira causa deste fenômeno notável não é conhecida.”

O que sabemos é que a profecia do Salvador se cumpriu: Logo depois da tribulação daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz.” E quando o tempo para que veio, o sinal apareceu.

Grande chuva meteórica 13 de novembro de 1833 "As estrelas do céu caíram sobre a terra, mesmo quando a figueira lança seus figos verdes, quando abalada por um vento forte."  Rev. 06:13.
Grande chuva meteórica 13 de novembro de 1833
“As estrelas do céu caíram sobre a terra, mesmo quando a figueira lança seus figos verdes, quando abalada por um vento forte.” Rev. 06:13.


Onde estava Daniel no momento em que esta visão foi dada a ele?
“, E vi na visão; e sucedeu que, quando vi, eu estava na cidadela de Susã, na província de Elão; vi, pois, na visão, que eu estava junto ao rio Ulai.. ” Daniel 8:02.

Nesta visão, o que Daniel viu primeiro?
“Então eu levantei os meus olhos, e vi, e eis que estava em pé diante do rio um carneiro que tinha dois chifres”. Versículo 3.

O que foi mostrado próximo a ele?
“E, estando eu considerando, eis que um bode vinha do ocidente sobre toda a terra, mas sem tocar no chão; e aquele bode tinha um chifre insigne entre os olhos.
E dirigiu-se ao carneiro que tinha os dois chifres, ao qual eu tinha visto em pé diante do rio, e correu contra ele no ímpeto da sua força.E vi-o chegar perto do carneiro, enfurecido contra ele, e ferindo-o quebrou-lhe os dois chifres, pois não havia força no carneiro para lhe resistir, e o bode o lançou por terra, e o pisou aos pés; não houve quem pudesse livrar o carneiro da sua mão. E o bode se engrandeceu sobremaneira; mas, estando na sua maior força, aquele grande chifre foi quebrado; e no seu lugar subiram outros quatro também insignes, para os quatro ventos do céu.” Versículos 5-8.

Quando o chifre notável foi quebrado, o que aconteceu?

“estando na sua maior força, aquele grande chifre foi quebrado; e no seu lugar subiram outros quatro também insignes, para os quatro ventos do céu..” Versículo 8.

Que chifre importante saiu de um desses chifres?
“Fora de um deles saiu um chifre pequeno, o qual cresceu muito para o sul, e para o oriente, e para a terra formosa. E se engrandeceu até o exército dos céus, e lançou a alguns do exército e das estrelas no chão, e os pisou “. Versículos 9-10.

Que comando foi então dado a um anjo que estava perto?
“Eu ouvi uma voz de homem entre as margens do Ulai, a qual gritou, e disse: Gabriel, faze que este homem entenda a visão.” Versículo 16.

Quais foram as primeiras palavras que o anjo então falou para o profeta?
“Entende, filho do homem, porque esta visão acontecerá no tempo do fim.” Versículo 17.

O que o anjo, então, expliour sobre o carneiro e o bode?
“O carneiro que viste com dois chifres são os reis da Média e da Pérsia. E o bode peludo é o rei da Grécia”. Versículos 20-21.

O que é representado por quatro chifres que surgem no lugar do partido?
“O ter sido quebrado, enquanto quatro se levantaram para ele, quatro reinos se levantarão da mesma nação, mas não em seu poder.” Versículo 22.

Qual é o significado do “chifre pequeno” no versículo 9?
“No último tempo do [sucessores de Alexandre] seu reinado, quando os transgressores tiverem chegado ao máximo, um rei, feroz de semblante e que entende enigmas, subsistirá para cima. ” Versículo 23.

O que esse pequeno chifre faria ao santuário de Deus?
“E se engrandeceu até contra o príncipe do exército; e por ele foi tirado o sacrifício contínuo, e o lugar do seu santuário foi lançado por terra.” Daniel 8:11.

O que foi finalmente acontecerá a este poder perseguir?
“Mas o juízo será estabelecido, e eles tirarão o seu domínio, para o destruir e para o desfazer até ao fim.” Daniel 7:26.

? m que momento, de acordo com esta importante profecia, será o santuário a ser purificado?
“E ele me disse: Até duas mil e trezentas tardes e manhãs; e o santuário será purificado.” Daniel 8:14.

Como é que esta visão de desolação e perseguição por parte do poder do chifre pequeno afeta o profeta?
“Eu Daniel desmaii, e estive doente por alguns dias; então me levantei e tratei dos negócios do rei. ” Daniel 8:27.


88 Chaves de Ouro

Símbolos do Apocalipse – Significado Literal

Anjo Mensageiro Daniel 8:16, 9:21, Lucas 1:19,26; Hebreus 1:14
Arca de Testemunho Arca da aliança / propiciatório onde Deus habita Êxodo 25:10-22, Salmo 80:1
Babilônia Apostasia religiosa / confusão Gênesis 10:8-10, 11:6-9: Apocalipse 18:2,3; 17:1-5
Doutrina de Balaão, de Avanço dos nossos próprios interesses compromisso, idolatria Números 22:5-25
Besta Reino, o poder do governo, política Daniel 7:23
Aprisionamento de Satanás Uma cadeia simbólica das circunstâncias Isaías 14:12-20
Negro Trevas morais, o pecado apostasia, Êxodo 10:21-23; Jeremias 4:20-28; 08:21, Atos 26:18, João 12:35; Joel 2:1-10
Sangue Vida Levítico 17:11, Deuteronômio 12:23
Poço sem fundo Terra em caos, rasgado, escuro e vazio Gênesis 1:1,2; Jeremias 4:23-28, Isaías 24:1-4,19; Apocalipse 20:1-3
Arco Sucesso na batalha contra o mal Salmo 7:11,12; Salmos 45:4,5
Mulher corrupta Corruptos, apóstata igreja Ezequiel 16:15-58; 23:2-21; Oséias 2:5, 3:1
Coroas Vitória realeza, 1 Crônicas 20:02, 2 Reis 11:12; Ezequiel 21:26,27; Tiago 1:12, 2 Timóteo 4:7,8, 1 Coríntios 09:25
Taça Dispensado sofrimento e julgamentos Salmo 11:6; 75:8, Isaías 51:17, 22-23; Jeremias 25:15-17; 49:12
Dia Ano literal Ezequiel 4:6; Números 14:34
Porta Oportunidade 2 Coríntios 2:12; Apocalipse 3:20
Provação Lucas 13:24-25
Dragão Satanás ou sua agência Isaías 27:1; 30:6, Salmo 74:13,14; Apocalipse 12:7-9, Ezequiel 29:3, Jeremias 51:34
Águia Velocidade, poder, visão, vingança, proteção Deuteronômio 28:49; Habacuque 1:6-8; Apocalipse 12:14
Comer o livro Assimilando a mensagem Ezequiel 3:1-3; Jeremias 15:16
Egito Símbolo do ateísmo Êxodo 5:2
Colírio Espírito Santo para nos ajudar a ver a verdade; discernimento para entender palavra; antídoto para a cegueira espiritual Efésios 1:17-19, Salmo 119:18, 1 João 2:20,27, João 16:7-13
Testemunha fiel CRISTO João 18:37, João 3:11, Apocalipse 3:14; 19:11
Falso profeta Protestantismo apóstata Apocalipse 16:13,14; 19:20
Testa Mente Romanos 7:25; Ezequiel 3:8,9
Fornicação Ligação ilícita entre Igreja e mundo Ezequiel 16:15,26, Isaías 23:17, Tiago 4:04, Apocalipse 14:04
Quatro animais viventes Seres celestiais com responsabilidades especiais Apocalipse 5:8-10; 4:6-9; 6:1-7; 14:3; 15:7; 19:04
Quatro cantos da terra Quatro direções da bússola Jeremias 49:36
Vestes Cobertura de justiça Gênesis 35:2, Isaías 61:10, 52:1, Zacarias 3:3-5; Romanos 13:14
Ouro Verdadeiras riquezas do céu, a fé escritura, Salmo 19:7-10, Gálatas 5:6; James 2:5; Jó 23:10
Mão Símbolo do trabalho Eclesiastes 9:10
Prostituta Apóstata Igreja / religião Isaías 1:21; Jeremias 3:1-3, 6-9
Chefes Grandes potências, os governantes, os governos Daniel 7:6; Daniel 8:8,22; Apocalipse 17:3,10
maná escondido CRISTO João 6:49,50,53; Mateus 13:44
Chifre Poder e força Deuteronômio 33:17, Zacarias 1:18,19
Rei ou Reino Salmo 89:17,24; Daniel 8:5,21,22
Cavalo Símbolo da batalha Êxodo 15:21, Isaías 43:17, Jeremias 8:06, Ezequiel 38:15, Zacarias 10:03
Representantes especiais / anjos Zacarias 1:8-10; 6:1-8
Imagem A semelhança Êxodo 20:4; Gênesis 1:26; 05:03, Deuteronômio 04:25, Romanos 8:29
Incenso Orações do povo de Deus Salmos 141:2, Apocalipse 5:8; 8:3,4
Israel Verdadeiros seguidores de Cristo Romanos 9:6-9, Romanos 2:28,29; Gálatas 3:39
Jezabel Imoralidade, idolatria apostasia, 1 Reis 21:25, 2 Reis 9:22
Chaves de Davi Poder de abrir e fechar o santuário Apocalipse 3:7,8; Isaías 22:22
Chaves Controle / jurisdição Isaías 22:22, Mateus 16:19
Cordeiro Jesus / Sacrifice João 1:29, 1 Coríntios 5:7; Gênesis 22:7,8
Esposa do Cordeiro Nova Jerusalém Apocalipse 19:7-9; 21:2,9,10
Leão Força, Jesus Cristo Gênesis 49:9, Apocalipse 5:4-9, Salmo 07:02
Gafanhotos Destruição / agências destrutivas Joel 1:04, Deuteronômio 28:38
Dia do Senhor Sábado Isaías 58:13, Mateus 12:8; Êxodo 20:10
Criança homem Jesus Salmo 2:7-9; Apocalipse 12:5
Marca Sinal / selo / marca de aprovação ou desaprovação Romanos 4:11, Apocalipse 7:2-3; Ezequiel 9:4
Medição Rod A Lei de Deus James 2:10-12; Eclesiastes 12:13,14
A Palavra de Deus Isaías 8:19,20; 2 Timóteo 3:16-17
Comerciantes Defensores dos ensinamentos de Babilônia Isaías 47:11-15; Naum 3:16, Apocalipse 18:3,11,15,23
Lua Permanência Salmo 89:35-37
Sistema de Moisés de tipos e sacrifícios Hebreus 10:1,11
Estrela da Manhã Jesus Apocalipse 22:16
Montanhas Poder político ou religioso / político Isaías 2:2-3; Jeremias 17:3; 31:23; 51:24,25, Ezequiel 17:22,23; Daniel 2:35,44,45
Mistério de Deus O Evangelho Efésios 1:9,10; 3:9; 6:19, Colossenses 1:26-27
Nova Jerusalém A cidade santa dos Céus Apocalipse 3:12; 21:02
Óleo Espírito Santo Zacarias 4:2-6, Apocalipse 04:05
Porta aberta Oportunidade ilimitada 1 Coríntios 16:09, Atos 14:27, João 10:7-9; Oséias 2:15, Colossenses 4:03
Arco-íris Símbolo da aliança de manter Gênesis 9:11-17
Vermelho (cor) A corrupção do pecado, Isaías 1:18; 26:21, Salmo 75:8, Jeremias 46:10
Destruição perseguição, Ezequiel 32:6,11; Jeremias 46:10; Nahum 02:03
Rins Sede da vontade, dos afetos Salmo 07:09, 16:7; 26:2; 73:21; Provérbios 23:16; Jeremias 17:10
Selo Sinal, marca e selo significam a mesma coisa Romanos 4:11, Apocalipse 7:2,3; Ezequiel 9:4
Segunda Morte Lago de fogo Apocalipse 21:8; 20:14
Serpente satanás Apocalipse 12:7-9; 20:02
Sete Castiçais 7 castiçais no Lugar Santo do santuário Êxodo 25:31-40
Sete Igrejas Apocalipse 1:20
Sete Cabeças Sete poderes políticos Apocalipse 17:9,10; Isaías 2:2-4; Jeremias 17:03
Sete Candeeiros Jesus, Palavra de Deus João 9:5; 01:09, Salmo 119:105; Apocalipse 4:5
Foice Símbolo da colheita – Fim do mundo Mateus 13:39, Apocalipse 4:14!
Sodoma Degradação moral Ezequiel 16:46-55, Jeremias 23:14, Gênesis 19:4-14
Estrelas Anjos Apocalipse 1:16,20; 12:4, 7-9; Jó 38:7
Sol Jesus eo Evangelho João 9:5, Salmo 84:11; Malaquias 4:2, Mateus 17:02, João 8:12
Espada Destruição derramamento de sangue, Isaías 3:25; 13:15, Atos 12:1,2; Jeremias 48:2
Testemunho de Jesus Espírito / dom da profecia Apocalipse 19:10; 22:09, 1 Coríntios 13:02
Ladrão Rapidez da vinda de Jesus 1 Tessalonicenses 5:2; 2 Pedro 3:10
Tempo Ano literal Daniel 4:16,23,25,32, 7:25, 11:13 margem; Revelation12: 6,14; 11:2,3
Tormento Teste, provar por trilha 1 Coríntios 03:13, Hebreus 0:29, Isaías 33:14
Vinte e Quatro Anciãos Um grupo de redimidos da Terra Apocalipse 5:9,10, 4:4; 7:9-14
Espada de dois gumes Palavra de Deus – Espada do Espírito Efésios 6:17, Hebreus 4:12, Mateus 10:34, Isaías 49:2
Duas Testemunhas Antigo e Novo Testamento João 5:39; Zacarias 4:1-14; Salmo 119:130,105; João 12:48
Águas Área habitada – povos ou nações Revelações 17:15
Branco (cor) Pureza Salmo 51:7, Isaías 01:18
vestes branco Victoria e Justiça Isaías 61:10, Apocalipse 19:8; Zacarias 3:1-5, Apocalipse 7:14, Gálatas 3:27
Ventos Comoção contenda, “ventos de guerra” Jeremias 25:31-33; 49:36-37; 4:11-13; Zacarias 07:14
Vinho Falsas doutrinas / ensinamentos Jeremias 25:15-18; 51:7
Jesus sangue da expiação Mateus 26:21-29
Asas Velocidade Habacuque 1:6-8; Jeremias 4:13; Êxodo 19:4
Mulher pura Verdadeira Igreja Jeremias 06:02, Isaías 51:16, 2 Coríntios 11:02, Efésios 5:22-35
Mulher Impura  Igreja apostatada Ezequiel 23:21, Apocalipse 14:4; Oséias 2:5, 3:1, Ezequiel 16:15-58
Absinto Tristeza / amargura Jeremias 9:15; 23:15; Lamentações 3:19
Ira de Deus Sete últimas Pragas Apocalipse 15:01


A Segura palavra dos Profetas

Publicado: novembro 17, 2011 em Profecia, Saiba mais
Tags:

Por que meios é dada toda a Escritura?

“Toda a Escritura é inspirada por Deus, e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça. ” 2 Tm. 3:16.

Para quê?
“que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente preparado para toda boa obra. ” 2 Tm. 3:17.

A respeito das coisas reveladas nos pertencerem?
“As coisas encobertas pertencem ao Senhor nosso Deus, porém as coisas que são reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre. ” Deut. 29:29.

O que é o último livro da Bíblia ? 
“A Revelação de Jesus Cristo,
 que Deus deu a Ele “. Apocalipse 1:1.

O que é dito de quem ler ou estudar este livro? 
“Bem-aventurado aquele que lê,
 e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas “. Rev. 01:03.

Como foram as profecias dadas?
“Porque a profecia não veio no tempo por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram movidos pelo Espírito Santo. “ 2 Pedro 1:21.

O que é dito da interpretação dessas profecias?
“Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de interpretação particular [impulso]. ” 2 Pedro 1:20.

Ao dar suas declarações proféticas, o que os profetas procuram?
“Alcançando o fim da vossa fé, a salvação das vossas almas. Da qual salvação, os profetas inquiriram e trataram diligentemente, que profetizaram da graça que vos foi dada. ” 1 Pedro 1:9, 10.

Por cqual espírito eram acionados?
“Indagando que tempo ou que ocasião de tempo o Espírito de Cristo que estava neles, indicava, anteriormente testificando quando os sofrimentos de Cristo, e a glória que deve seguir. ” 1 Pedro 1:11.

Como Pedro confirmar sua pregação sobre a vinda de Cristo? 
“Porque não temos seguido fábulas engenhosas
 quando vos fizemos conhecer o poder ea vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, mas foram testemunhas oculares da sua majestade. “ dois Pedro 1:16.

Quando foi que o apóstolo viu a majestade (realeza) de Cristo, e ouviu as palavras um probatório de Deus? 
“E esta voz que veio do céu que ouvimos, quando estávamos com Ele no monte santo. “ 2 Pedro 1:18.

Que outras provas temos do poder e da vinda de Cristo? 
“E temos, mui firme, a palavra dos profetas, à qual bem fazeis em estar atentos, como a uma luz que alumia em lugar escuro, até que o dia amanheça, e a estrela da alva apareça em vossos corações.
” 2 Pedro 1:19.

Que a profecia de Cristo se refere  para predizer a destruição de Jerusalém e também para o tempo do fim?
“Quando pois virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo (quem lê, entenda). “ Mat. 24:15.

Quando as profecias no livro de Daniel para seriam compreendidas?
“Mas tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao tempo do fim: muitos correrão para lá e para cá, eo conhecimento se aumentado. ” Dan. 12:4.


Quem é a besta? Aqueles que recebem a marca da besta estarão sujeitos à ira de Deus. No entanto, aqueles que se recusam a receber a marca da besta receberá a ira da besta.Assim, é mais importante para identificar a besta do Apocalipse 13.

Os reformadores protestantes, incluindo Lutero, Calvino, Zwinglio, Knox, Wesley, e muitos outros, reconheceu que a besta foi mencionado em vários sinônimos na Escritura. Foi o chifre pequeno de Daniel 7, o homem do pecado, o filho da perdição que se apresenta o mistério da iniqüidade em 2 Tessalonicenses 2, o anticristo de 1 João 2 e 4 e 2 João, Babilônia de Apocalipse 14, 16, 17, 18, e a prostituta e besta escarlate de Apocalipse 17.(Veja Parte 6).

A Escritura nos oferece tantas características de identificação da besta que há não nenhuma dúvida possível que seja. Lembrando os termos sinônimos utilizados para a besta como listado acima, encontramos os seguintes fatores de identificação da besta.

Depois disto, eu vi nas visões da noite, e eis um quarto animal, terrível e espantoso, e muito forte, e tinha grandes dentes de ferro: ele devorava e freio em pedaços, e pisava aos pés o que: e foi diferente de todos os animais que apareceram antes dele, e tinha dez chifres. Eu considerava os chifres, e eis que entre eles subiu outro chifre pequeno, diante do qual três dos primeiros chifres arrancados pelas raízes, e eis que neste chifre havia olhos, como olhos de homem, e uma boca que falava grandes coisas (Daniel 7:7,8).

1. Surgiu a partir da quarta besta (Império Romano), de Daniel 7:7,8.

2. Deslocadas 3 dos 10 reinos em que o Império Romano se desintegrou – Daniel 7:08, 24.

3. Possuía qualidades humanas – Daniel 7:08.

4. Falou palavras muito – Daniel 7:8.

Olhei, e que o mesmo chifre fazia guerra contra os santos, e prevalecia contra eles, até o Ancião de dias veio, e fez justiça aos santos do Altíssimo; e chegou o tempo que os santos possuíram o reino. Assim, ele disse: O quarto animal será o quarto reino sobre a terra, o qual será diferente de todos os reinos e devorará toda a terra, e percorrê-lo para baixo, e quebrá-lo em pedaços. E os dez chifres, daquele mesmo reino são dez reis que se levantarão, e outro se levantará depois deles, e ele será diferente dos primeiros, e abaterá a três reis. E proferirá palavras contra o Altíssimo, e destruirá os santos do Altíssimo, e cuidará em mudar os tempos ea lei: e eles serão entregues na mão por um tempo, tempos e metade de um tempo. Mas o julgamento deve se sentar, e lhe tirará o domínio, para consumir e para destruí-la até o fim. E o reino, eo domínio, ea grandeza dos reinos debaixo de todo o céu serão dados ao povo dos santos do Altíssimo, cujo reino é um reino eterno, e todos os domínios o servirão e lhe obedecerão. Aqui é o fim da questão. Quanto a mim, Daniel, os meus pensamentos muito me perturbaram, mas guardei o assunto no meu coração (Daniel 7:25-28).

5. Fizeram guerra contra os santos de Deus e prevaleceu contra eles – Daniel 7:19-21, 25.

6. Que a guerra cessou quando os santos possuíram o reino de Deus – Daniel 7:22.

7. É um reino – Daniel 7:24.

8. Será diferente dos outros reinos 10 – Daniel 7:24.

9. Falará grandes coisas contra o Altíssimo – Daniel 7:25.

10. Deve mudar os tempos e a lei – Daniel 7:25.

11. Deve possuir autoridade para “tempo, tempos e metade de um tempo” – Daniel 7:25.

12. Seu domínio será tirado no julgamento – Daniel 7:26.

13. Ela será totalmente destruída – Daniel 7:26.

Ninguém se engane a você, por qualquer meio: porque aquele dia não virá, sem que Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição,O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus.Não vos lembrais de que estas coisas vos dizia quando ainda estava convosco?E agora vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado.Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado;E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda;A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira,E com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem. E por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira(2 Tessalonicenses 2:3,4,7-11).

14. Este poder irá prevalecer por causa de um afastamento da verdade – 2 Tessalonicenses 2:3.

15. Se opõe a Deus – 2 Tessalonicenses 2:04.

16. Se exalta acima de Deus – 2 Tessalonicenses 2:04.

17. Opõe-se verdadeira adoração – 2 Tessalonicenses 2:04.

18. Senta-se no templo de Deus – 2 Tessalonicenses 2:04.

19. Aceita o mistério da iniqüidade – 2 Tessalonicenses 2:07.

20. Será destruído na vinda de Cristo – 2 Tessalonicenses 2:8.

21. Fará as obras de Satanás – 2 Tessalonicenses 2:9.

22. Vai usar sinais e prodígios de mentira – 2 Tessalonicenses 2:09.

23. Fará injustamente – 2 Tessalonicenses 2: 10.

24. Aceitará delírios forte – 2 Tessalonicenses 2:11.

Filhinhos, esta é a última vez:. E, como ouvistes que vem o anticristo, mesmo agora há muitos anticristos, pela qual sabemos que é a última vez … Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo ? Ele é o anticristo, que nega o Pai e o Filho.Qualquer que nega o Filho, o mesmo não tem o Pai: Mas ele reconhece que o Filho tem também o Pai (1 João 2: 18, 22, 23).

25. É um mentiroso – 1 João 2:22.

26. Nega o Pai e o Filho – 1 João 2:22.

Nisto conheceis o Espírito de Deus: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus: e todo espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus: e este é o espírito do anticristo , do qual tendes ouvido que havia de vir: e agora já é do mundo (1 Jo 4:2,3).

27. Nega a Cristo veio em carne (natureza caída) – 1 João 4:3-4.

Porque já muitos enganadores entraram no mundo, que não confesse que Jesus Cristo veio em carne. Este é o enganador e o anticristo (2 João 7).

28. Engana – 2 João 7.

E eu em pé na areia do mar, e vi uma besta levantar-se do mar, que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre os seus chifres dez diademas, e sobre as suas cabeças um nome de blasfêmia. E a besta que vi era semelhante ao leopardo, e seus pés estavam como os pés de um urso, ea sua boca como a de um leão: eo dragão deu-lhe o seu poder, eo seu trono e grande autoridade. E eu vi uma de suas cabeças como ferida de morte, ea sua chaga mortal foi curada: e toda a terra se maravilhou após a besta. E adoraram o dragão que deu poder à besta, e adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? que é capaz de fazer guerra com ele? E lá foi-lhe dada uma boca que falava grandes coisas e blasfêmias, e foi-lhe permitido continuar por quarenta e dois meses. E abriu a sua boca em blasfêmias contra Deus, para blasfemar do seu nome, e do seu tabernáculo, e dos que habitam no céu. E foi-lhe permitido fazer guerra aos santos, e vencê-los, e poder foi dado a ele sobre todas as tribos e línguas, e nações. E todos os que habitam sobre a terra a adorarão, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo (Apocalipse 13:1-8).

29. Este poder se levanta de um mar simbólico – Apocalipse 13:1.

30. Tem 7 cabeças, 10 chifres, e 10 coroas – Apocalipse 13:1.

31. Seu nome é uma blasfêmia – Apocalipse 13:1o

32. Tem as características de um leopardo (Grécia – ver Daniel 7); um urso (Medo-Pérsia), e um leão (Babilônia) – Apocalipse 13:2.

33. O dragão (Satanás; ver Apocalipse 12:9) dá-lhe poder e autoridade – Apocalipse 13:2.

34. Uma de suas cabeças recebeu uma ferida mortal – Apocalipse 13:3.

35. A ferida mortal foi curada – Apocalipse 13:3.

36. Todo o mundo iria querer saber depois da besta – Apocalipse 13:3.

37. O poder leva para fora no culto do dragão (Satanás, Apocalipse 12:9, 20:2) – 13:04 Revelação.

38. Satanás lhe deu poder – Apocalipse 13:04.

39. A besta em si era adorada – 13:04 Revelação.

40. Outras nações não foram capazes de fazer a guerra com ele – 13:04 Revelação.

41. Ele falava grandes coisas e blasfêmias – Apocalipse 13:5.

42. Ele continua 42 meses – Apocalipse 13:5.

43. Blasfemaram o tabernáculo celestial – Apocalipse 13:6.

44. Blasfemado dos que habitam no céu – Apocalipse 13:6.

45. Fazia guerra contra os santos e os venceu – 13:07 Revelação.

46. Poder  por todo o mundo – 13:07 Revelação.

47. Vai atrair adoração quase universal – Apocalipse 13:8.

48. Apenas os mais dedicados dos cristãos vão resistir ao seu poder e autoridade – Apocalipse 13:8.

Vi ainda outra besta emergir da terra; e tinha dois chifres semelhantes aos de um cordeiro, mas falava como um dragão. E exerce todo o poder da primeira besta na sua presença, e faz a terra e os que nela habitam adorem a primeira besta, cuja chaga mortal fora curada. E faz grandes sinais, de modo que até descer fogo do céu à terra, à vista dos homens. E engana os que habitam sobre a terra, por meio dos sinais que ele tinha poder para fazer aos olhos da besta, dizendo aos que habitam sobre a terra, que fizessem uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia. E ele tinha poder de dar vida para a imagem da besta, para que a imagem da besta falasse, e fizesse que a todos quantos não adorassem a imagem da besta deve ser morto. E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, para receber um sinal na mão direita, ou nas suas testas, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria.Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta, pois é o número de um homem, eo seu número é seiscentos e sessenta e seis (Apocalipse 13:11-18).

49. A segunda potência surge exercendo todo o poder da besta – Apocalipse 13:11, 12.

50. A besta com os chifres de carneiro, como vai obrigar todos a adorem a primeira besta – Apocalipse 13:12.

51. Esta segunda besta faz grandes maravilhas – Apocalipse 13:13, 14.

52. O segundo engana besta – Apocalipse 13:14.

53. A segunda besta faz uma imagem à primeira besta – Apocalipse 13:14.

54. A segunda besta impõe uma sentença de morte universal sobre todos, em nome da primeira besta – Apocalipse 13:15.

55. A segunda besta reforça a marca da primeira besta – Apocalipse 13:17.

56. A segunda besta implementa um boicote econômico a todos os que rejeitam a marca da besta – Apocalipse 13:17.

57. O número da primeira besta é 666 – Apocalipse 13:18.

E outro anjo seguiu, dizendo: Babylonia Caiu, caiu, aquela grande cidade, porque ela fez todas as nações beberem do vinho da ira da sua prostituição. E o terceiro anjo seguiu-os, dizendo com grande voz: Se alguém adorar a besta ea sua imagem, e receber o sinal na testa ou na mão, também o tal beberá do vinho da ira de Deus, que se deitou, não misturado, no cálice da sua ira, e será atormentado com fogo e enxofre diante dos santos anjos e na presença do Cordeiro: A fumaça do seu tormento sobe para todo o sempre: e eles não têm dia de descanso nem de noite os que adoram a besta ea sua imagem, e aquele que receber o sinal do seu nome. Aqui está a paciência dos santos: aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus, ea fé de Jesus (Apocalipse 14:8-12).

58. A besta (Babilônia) caiu porque ela fez todas as nações beberem do vinho da sua prostituição – Apocalipse 14:8.

59. Há uma represália para aqueles recebem a marca da besta – Apocalipse 14:9-11.

60. Os santos que rejeitarem a marca da besta serão aqueles que guardam os mandamentos de Deus e tenho fé de Cristo – Apocalipse 14:12.

E vi como que um mar de vidro misturado com fogo, e os que saíram vitoriosos da besta, e da sua imagem, e do seu sinal, e sobre o número do seu nome, junto ao mar de vidro, e tinham as harpas de Deus. E cantavam o cântico de Moisés, servo de Deus, eo cântico do Cordeiro, dizendo: Grandes e admiráveis ​​são as tuas obras, Senhor Deus Todo-Poderoso; Justos e verdadeiros são os teus caminhos, ó Rei dos santos (Apocalipse 15: 2,3 ).

61. Os redimidos terão que superar marca da besta – Apocalipse 15:2,3.

E ouvi uma grande voz do templo dizendo aos sete anjos: Ide, e derramai as taças da ira de Deus sobre a terra. E foi o primeiro, e derramou a sua taça sobre a terra, e há uma chaga ruim e maligna nos homens que tinham a marca da besta e que adoravam a sua imagem … E a grande cidade foi dividida em três. partes, e as cidades das nações caíram; e da grande Babilônia se lembrou Deus, para dar-lhes o cálice do vinho do furor da sua ira (Apocalipse 16:2,3, 19).

62. Aqueles com a marca da besta recebem os sete últimos flagelos – 16:1,2 Apocalipse.

63. Ele recebe a ira de Deus – 16:19 Revelação.

E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças, e falou comigo, dizendo-me: Vem cá, eu mostrarei a ti o julgamento da grande prostituta que está assentada sobre muitas águas: Com quem os reis da terra ter cometido fornicação, e os habitantes da terra se embebedaram com o vinho da sua prostituição. Então ele me levou em espírito a um deserto, e vi uma mulher assentada sobre uma besta de cor escarlate, cheia de nomes de blasfêmia, com sete cabeças e dez chifres. E a mulher estava vestida de púrpura e de escarlata, e adornada com ouro e pedras preciosas e pérolas, com um cálice de ouro na mão cheia de abominações e da imundícia da sua prostituição: E na sua testa estava escrito o nome: MISTÉRIO, BABILÔNIA, A GRANDE, A MÃE DAS PROSTITUTAS E abominações da terra. E vi a mulher embriagada com o sangue dos santos, e com o sangue dos mártires de Jesus: e quando eu a vi, maravilhei-me com grande admiração.E o anjo disse-me: Por que te admiras? Eu te direi o mistério da mulher e da besta que a traz, a qual tem sete cabeças e dez chifres. A besta que viste era e não é, e deve subir do abismo, e irá à perdição, e os que habitam sobre a terra se admirarão, cujos nomes não estão escritos no livro da vida desde a fundação do mundo, quando virem a besta que era e não é, e ainda é. E aqui é a mente que tem sabedoria. As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada. E são também sete reis: cinco já caíram, e um é eo outro ainda não chegou, e quando vier, deve permanecer pouco tempo. E a besta que era e não é, é ela também o oitavo, e é dos sete, e vai à perdição. E os dez chifres que viste são dez reis, que ainda não receberam o reino, mas receberão poder como reis por uma hora com a besta. Estes têm um mesmo intento, e entregarão o seu poder e autoridade à besta. Estes combaterão contra o Cordeiro, eo Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores eo Rei dos reis, e os que estão com ele são chamados, e eleitos, e fiéis. E disse-me: As águas que viste, onde se assenta a prostituta, são povos, e multidões, e nações, e línguas. E os dez chifres que viste na besta, estes odiarão a meretriz, ea farão devastada e nua, e comerão a sua carne, ea queimarão no fogo. Porque Deus tem posto em seus corações, que cumpram a sua vontade, e acordar, e dar seu reino à besta, até que as palavras de Deus será cumprida. E a mulher que viste é a grande cidade que reina sobre os reis da terra (Apocalipse 17:1-18).

64. Ele será julgado – Apocalipse 17:1.

65. Ela comete fornicação espiritual com os líderes nacionais e comerciantes – 17:02 Revelação.

66. Ela é cheia de fornicação espiritual (ver Jeremias 3:1-6) – 17:04 Revelação.

67. A prostituta é Babilonia-Apocalipse 17:5.

68. É assassina dos santos – Apocalipse 17:06.

69. Esse relatório será enviado para a perdição – Apocalipse 17:8.

70. Senta-se sobre sete montanhas assim como a cidade de Roma – 17:09 Revelação.

71. É um dos sete poderes que se opõem a verdade de Deus e retorna para associar com o sétimo, sendo também o oitavo – Apocalipse 17:10,11.

72. Estes 10 chifres, que representam a Europa (ver Daniel 7:24), deve-se unidos em propósito, a fim de fornecer energia e autoridade à besta – Apocalipse 17: 12, 13.

73. Os 10 chifres e a besta fazem guerra com Deus e Seu povo – Apocalipse 17:14.

74. Eventualmente os 10 chifres odiarão a besta e atacá-la ão – Apocalipse 17:15-17.

75. A mulher representa uma grande cidade que reina sobre os líderes mundiais – 17:18 Revelação.

E ele clamou com voz forte, dizendo: a grande Babilônia Caiu, caiu, e se tornou morada de demônios, e guarida de todo espírito imundo, e uma gaiola de toda ave imunda e detestável. Para todas as nações beberam do vinho da ira da sua prostituição, e os reis da terra se prostituíram com ela, e os mercadores da terra se enriqueceram com a abundância de suas delícias. E ouvi outra voz do céu, dizendo: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas.Para os seus pecados se acumularam até ao céu, e Deus se lembrou das iniqüidades dela. Recompensá-la mesmo quando ela recompensado você, e dê um duplo-lhe de acordo com as suas obras duas vezes: no cálice em que ela encheu de preenchimento para ela em dobro. Quanto ela se glorificou, e em delícias esteve, tanto tormento e tristeza dar-lhe: por que ela diz em seu coração: Estou assentada como rainha, e não sou viúva e não verei o pranto. Por isso virão as suas pragas em um dia, a morte, eo pranto, ea fome, e ela será queimada no fogo, porque forte é o Senhor Deus que a julga.E os reis da terra, que se prostituíram e viveram em delícias com ela, a chorarão, e sobre ela prantearão, quando virem a fumaça do seu incêndio, estando de longe pelo temor do seu tormento, dizendo: Ai! ai daquela grande cidade, Babilônia, a cidade forte!pois numa hora veio o seu juízo. E os mercadores da terra choram e lamentam por ela, pois ninguém compra mais as suas mercadorias: mercadorias de ouro, e prata e pedras preciosas e de pérolas, de linho fino, de púrpura, de seda e escarlate e madeira todos os thyine, e todos os navios maneira de marfim, e todos os navios tipo de madeira preciosíssima, de bronze e ferro e mármore, e canela, perfume, e mirra, e incenso, e vinho, óleos, e multa farinha, e trigo, e os animais, ovelhas e cavalos, e carros, e escravos, e as almas dos homens. E os frutos que a tua alma cobiçava se de ti, e todas as coisas que eram delicadas e suntuosas se de ti, e tu não mais encontrá-los em tudo.Os mercadores destas coisas, que foram por ela se enriqueceram, ficarão de longe por medo do tormento dela, chorando e lamentando, e dizendo: Ai, ai da grande cidade, que estava vestida de linho fino, de púrpura, e escarlate , e adornada com ouro e pedras preciosas, e pérolas! Pois numa hora tão grandes riquezas é em nada. E todos os comandantes, e toda a empresa em navios, e marinheiros, e todos os que negociam no mar se puseram de longe, e gritou quando viu a fumaça do incêndio dela, dizendo: Que cidade é semelhante a esta grande cidade! E lançaram pó sobre as suas cabeças, e clamavam, chorando e lamentando, dizendo: Ai, ai da grande cidade, onde se enriqueceram todos os que tinham navios no mar em razão da sua opulência! porque numa hora foi assolada. Alegrar-se em seu céu, tu e vós, santos apóstolos e profetas, porque Deus vingou-lo sobre ela. E um forte anjo levantou uma pedra como uma grande mó, e lançou-a no mar, dizendo: Assim será com a violência que grande cidade, Babilônia ser jogado para baixo, e deve ser encontrado não mais em todos os E a voz de harpistas, de músicos , e de flautistas e de trombeteiros, não se ouvirá mais em ti, e não artesão, de qualquer arte que seja, deve ser encontrado mais em ti, e ao som de uma pedra de moinho não se ouvirá mais em ti, E a luz de uma vela não mais brilhará em ti, e voz do noivo e da noiva não se ouvirá mais em ti, os teus mercadores eram os grandes homens da terra, pois por feitiçarias teu todas as nações foram enganadas. E nela se achou o sangue dos profetas e dos santos, e de todos os que foram mortos sobre a terra (Apocalipse 18: 2-24).

76. Babilônia é vil – 18:2,3 Apocalipse.

77. Deus chama todos os homens com urgência para sair de babilônia(confusão religiosa) – Revelação 18:4,5.

78. Haverá uma punição terrível para Babilônia – Apocalipse 18:4,5.

79. Ela se prostituiu com os líderes das nações e dos comerciantes e receberá as pragas – Apocalipse 18:8-24.

E a besta foi presa, e com ela o falso profeta que fizera diante dela, com que enganou os que receberam a marca da besta, e adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre (Apocalipse 19:20).

80. A besta é lançado no lago de fogo e enxofre – Apocalipse 19:20.

E vi tronos, e assentaram-se sobre eles, eo julgamento foi-lhes dado, e vi as almas daqueles que foram degolados pelo testemunho de Jesus, e pela palavra de Deus, e que não adoraram a besta, nem sua imagem, e não receberam o sinal em suas testas nem em suas mãos, e eles viveram e reinaram com Cristo durante mil anos (Apocalipse 20:4).

81. Aqueles que rejeitam o trabalho da besta reinarão com Deus durante 1000 anos – Apocalipse 20:4.

A Bíblia apresenta mais de 80 marcas de identificação da besta do Apocalipse 13. Nenhum outro símbolo é tão especificamente e irrefutavelmente identificada nas Escrituras. Uma minoria destes características de identificação são o futuro, mas a grande maioria são fatos históricos e, portanto, pode ser documentada. Um poder, e único, satisfaz todos os critérios que têm sido historicamente concluído – a Igreja Católica Romana. Os reformadores protestantes eram absolutamente corretos em sua identificação da besta do Apocalipse 13 como o poder do anticristo e sua identificação desse poder como o Papado.

Martinho Lutero declarou,

Estamos a convicção de que o Papado é a sede do anticristo real (citado em LeRoy Froom, A Fé Profética de Nossos Pais, Vol.2, p. 256).

João Calvino declarou:

Eu nego que ele é o vigário de Cristo …. Ele é o anticristo – ( Tracts João Calvino , Vol. 1, pp 219220)..

John Knox declarou,

Que  tirania que o próprio papa tem tido por tantas época tem exercido sobre a igreja, o anticristo e filho da perdição do qual Paulo fala ( The Letter Zurique, p.199).

John Wesley concluiu que

O papado romano [o anticristo] é, num sentido enfático, o homem do pecado (John Wesley, o Anticristo e seus dez reinos, p.110).

Estes e outros reformadores, não chegaram a essa conclusão por causa de um desejo de difamar a Igreja Católica Romana. Eles não estavam simplesmente dando um tiro barato naquela igreja. Seus escritos revelam que eles tinham estudado cuidadosamente a evidência das Escrituras e foram forçados em peso, de que a evidência para concluir que só a Igreja Católica Romana se encaixava nos critérios. Os protestantes de hoje que ainda reconhecem este fato são freqüentemente acusados ​​de papalphobia, paranóia, pelos protestantes do companheiro que não tomaram o cuidado de estudar as Escrituras em relação ao assunto e são apanhados no espírito maligno do ecumenismo.

A maioria dos protestantes que inteligente identificar a besta do Apocalipse 13 como o papado tem um profundo amor pelas almas de seus amigos católicos romanos. Eles reconhecem que muitos católicos romanos são sinceros em suas convicções, mas enganados. Reconhecendo apelo plangente de Cristo,

Sai dela meu povo, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas (Apocalipse 18:4, grifo do autor),

devemos claramente fazer a identificação. É doloroso para identificar uma religião popular, mas nenhum verdadeiro cristão pode abster-se de apresentar tal  chamada urgente de Deus.Não é nenhuma demonstração de amor por católicos romanos esconder algo que a Escritura revela.

A Igreja Católica Romana é o resultado da paganização do cristianismo, que progrediu rapidamente a partir do século IV. O ponto focal da entrada do paganismo na Igreja cristã foi a “conversão” do imperador romano Constantino em 321 dC, levando muitos pagão a se converteram e muitos só por influência e não de coração,incentivados pela conversão de seu imperador. Mas na maioria dos casos não houve conversão do coração, sem experiência do novo nascimento. Eles desejavam continuar a praticar seus cultos pagãos dentro do cristianismo. Assim, eles introduziram o seu dia de culto, domingo, saneantes como um memorial da ressurreição de Cristo. Eles introduziram a adoração de ídolos, abrangendo a sua natureza pagã, fornecendo nomes cristãos para os ídolos, como Maria, os apóstolos e o próprio Cristo. Eles introduziram a prática pagã de água aspersão sobre a cabeça do recém-nascido a fim de remover o mal deles e designou este pagã prática do batismo, Christian. Além disso, a matéria dos próprios pecados aos padres entraram na fé cristã. O conceito bíblico de Cristo como nosso único Mediador foi perdido.

Porque há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem (1 Timóteo 2:5).

A idéia de que a alma é imortal, emprestados do paganismo, e desafiando a palavra claro das Escrituras, foi introduzido. Só Deus possui a imortalidade.

A qual a seu tempo mostrará o bem-aventurado, e único poderoso SENHOR, Rei dos reis e Senhor dos senhores; Aquele que tem, ele só, a imortalidade, e habita na luz inacessível; a quem nenhum dos homens viu nem pode ver, ao qual seja honra e poder sempiterno. Amém.(1 Timóteo 6: 15,16),

Isto levou à crença de que homens virtuosos e as mulheres vão para o céu quando morrem e os impios para a queima no tormento eterno. Cristo ensinou que estamos unidos com Ele, se fiel, não na morte, mas quando Ele voltar.

Não se turbe o vosso coração ser: credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas: se não fosse assim, eu vos teria dito. Vou preparar um lugar para você. E se eu for e preparar um lugar para você, eu virei outra vez, e vos receberei para mim mesmo, para que onde eu estou, estejais vós também (João 14:1-3).

Ele também afirma claramente que o castigo dos ímpios é a perdição eterna.

Quem será punido com a destruição eterna da presença do Senhor e da glória do seu poder (2 Tessalonicenses 1:9).

A Bíblia não conhece nada do conceito pagão do purgatório. Nem a Bíblia prover salvação com base em presentes monetários.

Porque pela graça sois salvos mediante a fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus; Não vem das obras, para que ninguém se glorie. Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus antes ordenado que andássemos nelas.(Efésios 2:8-10).

Mas devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados do Senhor, porque Deus vos escolheu desde o princípio para a salvação, pela santificação do Espírito e fé da verdade (2 Tessalonicenses 2:13).

Nem as Escrituras dão o direito de qualquer ser humano a destruir a lei de Deus. Qualquer católico romano pode examinar os Dez Mandamentos em uma versão católica da Bíblia, como a Douay ou as Bíblias Jerusalém, e leia o verdadeiro Dez Mandamentos. Mas em seus catecismos eles são ensinados a descartar inteiramente o segundo mandamento, para eliminar a maior parte do quarto mandamento e dividir o décimo mandamento em dois, a fim de preservar o número de dez mandamentos. A razão pela qual Carta Apostólica do Papa, Dies Domini , refere-se repetidamente o mandamento do sábado como o terceiro mandamento e não o quarto é porque o catolicismo tem expulsou o segundo mandamento que diz

Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança alguma do que está nos céus acima, ou que está em baixo na terra, ou que está na água sob a terra: Não te encurvarás a elas nem as servi-los: porque eu, o Senhor Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam; E faço misericórdia a milhares dos que me amam e guardam os meus mandamentos (Êxodo 20:4-6).

Além disso, a Igreja Católica Romana tem alterado o mandamento do sábado em seus catecismos com as palavras: “Lembra-te do dia de sábado para o santificar.”

Lembra-te do dia de sábado para o santificar. Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra: Mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus: nele não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, teu servo, nem a tua serva , nem o teu animal, nem o teu estrangeiro que está dentro das tuas portas: Porque em seis dias o Senhor fez os céus ea terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou: portanto abençoou o Senhor o dia do sábado, e é santificado (Êxodo 20: 8-11).

Aqui, novamente é uma evidência convincente de que a Igreja Católica Romana muito bem sabe que o culto de domingo não se estende para trás aos tempos apostólicos, caso contrário teria sido os apóstolos que teria iniciado tal alteração. Os apóstolos falaram muitas vezes de guardar os mandamentos, mas não fizeram nenhum esforço para alterá-los. Alguns exemplos incluem as palavras de Paulo.

A circuncisão é nada e a incircuncisão nada é, mas a observância dos mandamentos de Deus (1 Coríntios 7:19),

John declarou:

E nisto sabemos que o conhecemos: se guardamos os seus mandamentos. Aquele que diz: Eu o conheço, e não guardarem os seus mandamentos, é mentiroso, ea verdade não está nele. (1 João 2:3,4).

E aquele que guarda os seus mandamentos permanece nele, e ele nele. E nisto conhecemos que ele permanece em nós, pelo Espírito que nos tem dado (1 João 3:24).

Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus, quando amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos. Pois este é o amor de Deus, que guardemos os seus mandamentos, e os seus mandamentos não são pesados ​​(1 Jo 5:2,3)

E isso é amor, que andam segundo os seus mandamentos. Este é o mandamento, como ouvistes desde o princípio, que andeis nele (2 João 6).

E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus Cristo (Apocalipse 12:17)

Aqui está a paciência dos santos: aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus, ea fé de Jesus (Apocalipse 14:12).

Bem-aventurados os que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar pelas portas na cidade (Apocalipse 22:14).

Combinando os conceitos de imortalidade da alma, batismo para remover o pecado original e da punição eterna no inferno, o início da Igreja Católica Romana ensinou que todas as crianças inocentes não batizadas, mas que morreram foram condenados ao tormento eterno. Mais tarde, o conceito foi suavizado pelo remetente como criança infeliz para uma entidade mítica chamada limbo, simplesmente por causa da negligência de seus pais para ter a cabeça salpicada com água.Não é de admirar que os franceses fugiram de tal forma arbitrária e vingativa abraçaram deusa da misericórdia prostituída na época da Revolução Francesa.

Não se deve esquecer que uma das características que identificam o chifre pequeno de Daniel 7 é que esse poder seria “pensar em mudar os tempos e as leis” (Daniel 7:15). Certamente o papado tem enfaticamente cumprido esse critério, sem a menor dúvida, já que eliminou o segundo mandamento da lei sagrada de Deus removeu grande parte do quarto mandamento, e dividiu o décimo mandamento.

Tome sua decisão e saia de babilônia e sirva o único DEUS verdadeiro


Casa dos Profetas?

 Joseph Rutherford, presidente da Watchtower Bible and Tract Society (Torre De Vigia) encomendou a construção de uma casa em San Diego, Califórnia. Esta casa se tornaria casa para Abraão, Isaaque, Jacó, José, Moisés, Davi, Samuel e todos os mencionados em Hebreus capítulo 11. No entanto, quando a festa bíblica não ocorreu, o incidente Bete-Sarim teve que ser reprimido e escondido.

Beth-Sarim hoje:



Foto: Diane Raines

Em 1920, Rutherford declarou, “Como nós já declaramos anteriormente, o grande ciclo de jubileu deve começar em 1925. Naquele tempo a fase terrestre do reino será reconhecida”. Rutherford explicou, “Portanto, podemos esperar confiantemente que 1925 marcará o retorno de Abraão, Isaque, Jacó e os profetas fiéis da antiguidade, particularmente aqueles mencionados pelo Apóstolo em Hebreus capítulo onze, e voltaram condição de perfeição humana “(Milhões Agora Vivem Jamais Morrerão, p. 89-90). Esta era uma profecia excitante. Testemunhas de Jeová ao redor do mundo aderiram sua causa, sendo justificados pela manifestação física destes patriarcas bíblicos. Quando chegou 1925, mas Abraão e os demais não ressuscitaram, alguns seguidores de Rutherford abandonaram a os Testemunhas de Jeová.  Mesmo que não tivesse ocorrido em 1925, ainda era um assunto de antecipação muito animado. Por esta razão, Rutherford, percebendo que quando Abraão e companhia brevemente chegariam, deu instruções para construí-lhes uma casa. Em seu livro, Salvação , Rutherford menciona esta casa e seu propósito de ser construído. “Em San Diego, Califórnia, há um pequeno pedaço de terra, em que, no ano de 1929, foi construída uma casa, que é chamado e conhecida como Bete Sarim As palavras hebraicas Bete Sarim significam “Casa dos Príncipes. e a propósito de adquirir esta propriedade e construir a casa era de que havia alguma prova tangível de que existiam pessoas na terra hoje que acreditam plenamente em Deus e Cristo Jesus e em Seu reino, e que acreditam que os homens fiéis da antiguidade serão ressuscitados em breve pelo Senhor, estar de volta na terra, e assumir o controle dos negócios visíveis da terra “(p. 311). Com a casa agora construída, não havia nada a fazer senão esperar. E eles esperaram, até 1942. Rutherford escreveu o último livro de sua vida, mencionando novamente Bete-Sarim e Abraão, e conpanhia. Ele escreveu: “portanto, aqueles homens fiéis do passado podem ser esperados de volta dos mortos a qualquer momento. As Escrituras dão boas razões para acreditar que será pouco antes das pausas Armageddon. “Nesta expectativa a casa em San Diego, Califórnia, que casa tem sido muito divulgada com intenções maliciosas pelo inimigo religioso, foi construída, e chamado de ‘Bete-Sarim’, ‘Casa dos Príncipes ” E agora guardadas em confiança para a ocupação por esses príncipes no seu retorno “(The New World, p. 104). Note que Rutherford disse que foi “realizada em confiança.” Na verdade, a ação tem vários pontos muito interessantes. Explica , “que (o) Reino de Deus terá representantes visíveis na terra, que serão encarregados dos assuntos das nações sob a supervisão do governante, que entre eles  estão, assim, os representantes fiéis e os governadores visíveis neste mundoserão Davi, Israel(Jacó), e Gideão, e Baraque, e de Sansão, e Jefté, e José, o antigo governante do Egito, e Samuel, o profeta e outros homens fiéis que foram nomeados com aprovação na Bíblia em Hebreus, capítulo 11. “Isto foi oque disse a Watchtower Bible and Tract Society (Torre De Vigia) que todos os homens acima nomeados como representantes do reino de Deus na terra e que esses homens devem ter posse e uso da referida propriedade” No entanto, havia uma cláusula condicional colocada na ação. Até Davi, Abraão ou outros ressuscitarem,e dizia isso: ” Joseph F. Rutherford, têm o direito e privilégio de residir no referido estabelecimento até  ser tomado  por Davi os outros homens aqui nomeados e esta propriedade e instalações são dedicados a Jeová e ao uso de seu reino e deve ser usado para tal para sempre “ (ação de 24 de dezembro de 1929). 

A ação, que foi assinada por Rutherford tInha três artigos notáveis ​​nele. 

Primeiro , Beth-Sarim foi construído para o propósito expresso de moradia para os patriarcas. 

Em segundo lugar, embora Rutherford poderia morar na casa, ele só poderia fazê-lo até que alguém de hebreus 11 chegasse. 

Terceiro, a casa Bete-Sarim iria permanecer no reino de Jeová para ser usada para sempre.

Talvez não seja necessário explicar, mas ninguém de hebreus 11 chegou para assumir a propriedade Bete-Sarim. Como resultado, Rutherford passou os últimos anos de sua vida nesta mansão bonita enquanto seus seguidores sofreram em pobreza durante a Grande Depressão da década de 1930. Além disso, alguns anos após a morte de Rutherford, Bete-Sarim foi vendida. Em 1948 a casa foi vendida, e o ensinando relativo ao “retorno dos antigos dignitários foi silenciosamente abandonado em 1950” (Milhões Agora Vivem Jamais Morrerão: Um Estudo das Testemunhas de Jeová, Alan Rogerson, p. 48). Assim,  Há um epílogo a esta história. Em 1975, a Sociedade Torre de Vigia publicou um livro que mencionou Bete-Sarim. No entanto, as informações contidas em suas páginas só serve para complicar as Testemunhas de Jeová na sua credibilidade histórica. Desde seus primórdios, Bete-Sarim foi o construída para Abraão e amigos. Este livro parece contar uma história completamente diferente. “Com o tempo, uma contribuição direta foi feita com o propósito de construir uma casa em San Diego para o uso do Irmão Rutherford. Ela não foi construída à custa da Sociedade Torre de Vigia. Relativo a esta propriedade,

O livro  de 1939 Salvação afirmou: “Em San Diego, Califórnia, há um pequeno pedaço de terra, em que, no ano de 1929, foi construída uma casa, que é chamada e conhecida como Bete-Sarim. ‘” (1975 Yearbook das Testemunhas de Jeová, p. 194). Há dois problemas com esta declaração do Anuário. Primeiro, a Torre de Vigia disse que foi construída para uso do Irmão Rutherford quando de fato, de acordo com Rutherford-se, foi construído para os homens de Hebreus !  Embora Rutherford reivindicasse ter sabedoria profética, ele fez muitas falsas profecias. Uma dessas profecias foi sua previsão de 1925, relativa ao retorno de Abraão e outros patriarcas bíblicos. Para agravar estes problemas nos últimos anos a Sociedade Torre de Vigia, em suas tentativas de encobrimento de eventos constrangedores de seu passado, usou-se falsas profecias. Talvez o pior de tudo, é o fato de que em assim fazendo, eles já estão mentindo para seus próprios seguidor.

2.300 Tardes e Manhas

Publicado: agosto 6, 2011 em Profecia
Tags:, , , ,

 

Os 2.300 dias proféticos de Daniel 8:14

 

Existe base bíblica para a interpretação das 2.300 “tardes e manhãs” (Dn 8:14)

 

como 2.300 anos?

 

Por Alberto R. Timm

 

Estudos históricos bem abalizados demonstram que, até meados do século 19, a grande maioria

 

dos comentaristas bíblicos protestantes interpretava as 2.300 “tardes e manhãs” como 2.300 anos

 

(veja os citados por LeRoy E. Froom, The Prophetic Faith of Our Fathers, pp. 204-268; ou Alberto

 

R. Timm, O Santuário e as Três Mensagens Angélicas [Engenheiro Coelho, SP: Imprensa

 

Universitária Adventista, 2000], pp. 21-25). Essa mesma interpretação continuou sendo aceita nos

 

círculos protestantes pelo menos até o final do século 19.

 

Existem várias razões que nos levam a aplicar o princípio “dia-ano” de interpretação profética às

 

2.300 tardes e manhãs. Uma delas é o relacionamento entre as 2.300 tardes e manhãs e as 70

 

semanas de Daniel 9:24-27. A visão sobre as 70 semanas foi dada a Daniel como explicação

 

adicional à visão das 2.300 tardes e manhãs (ver Dn 8:14, 26 e 27; 9:20-27). Nessa explicação, o

 

único ponto de partida mencionado, que deve ser comum a ambos os períodos proféticos, é a

 

expressão “desde a saída da ordem para restaurar e para edificar Jerusalém” (Dn 9:25). Essa

 

ordem entrou em vigor em 457 a.C. (ver Ed 7:13). E não há como fazer com que as 70 semanas se

 

estendam “até ao Ungido, ao Príncipe” (Dn 7:25), entre 27 e 34 d.C., sem que este período seja

 

considerado como 70 semanas de anos, ou seja 490 anos. Agora, se aplicamos o princípio dia-ano

 

às 70 semanas, como grande parte dos comentaristas o fazem, também devemos aplicá-lo as

 

2.300 tardes e manhãs.

 

Outra razão é o próprio contexto histórico. A visão das 2.300 tardes e manhãs foi dada “no terceiro

 

ano do reinado do rei Belsazar” (Dn 8:1), rei de Babilônia. O cumprimento deveria ocorrer, segundo

 

a própria visão, em “dias ainda mui distantes” (Dn 8:26), estendendo-se “desde a saída da ordem

 

para restaurar e para edificar Jerusalém” (Dn 9:25), ou seja de 457 a.C., até o “tempo do fim”, o

 

último tempo da ira” e o “tempo determinado do fim” (Dn 8:17 e 19). Se interpretarmos as 2.300

 

tardes e manhãs como 1.150 dias literais (3 anos e meio) ou mesmo como 2.300 dias literais (7

 

anos), esse período não chegaria ao final do domínio persa, e muito menos ao tempo do fim.

 

Uma terceira razão é o princípio da “simbolização em miniatura”, assim denominado em 1843 por

 

George Bush, professor de Hebraico e Literatura Oriental da New York City University. De acordo

 

com esse princípio, sempre que a entidade envolvida em uma profecia bíblica aparece

 

simbolicamente miniaturizada, o tempo profético envolvido foi igualmente miniaturizado, e deve ser

 

interpretado com base no princípio dia-ano. Por exemplo, em Números 14, assim como os doze

 

espias simbolizavam doze tribos, os 40 dias representavam 40 anos (verso 34). De modo

 

semelhante, em Daniel 8, assim como o carneiro e o bode simbolizam dois reinos (Medo-Pérsia e

 

Grécia), as 2.300 tardes e manhãs representam 2.300 anos.

 

Portanto, devemos interpretar as 2.300 tardes e manhãs como 2.300 anos.

 

Fonte: Sinais dos Tempos, setembro/outubro de 2000. p. 21 (usado com permissão)

 

Por Alberto Ronald Timm