Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.

Por muito tempo temos lido varios artigos no qual o Ministério CACP tem tentando lançar por terra as verdades de Deus para o tempo presente, por isso a partir de hoje me disponho a defender as preciosas verdades que Deus tem para nós, farei de tudo para que a mensagem verdadeira seja levada a todas as pessoas que desejam se aproximar do verdadeiro Deus e da verdadeira mensagem.

 

O centro Apologético CCAP que  de cristão não tem quase nada e foi fundado em 1998 é uma organização que em vez de pregar o evangelho promove  ataques a varias religiões, tendo como principal alvo os Adventistas, e como adventista que sou defenderei a o evangelho de Cristo.

Este  ministério está com seu tempo de mentiras contado, oremos para que  pessoas possam andar de acordo com a vontade de Deus

 

EM Breve!!


 

 


Experiências Carismáticas na Igreja Adventista do Sétimo Dia; Presente e Futuro

George E. Rice
(Ellen G. White Estate)


Experiências e Advertências no Passado

Conforme nos aproximamos do final da história da terra e ansiamos pela breve volta de Jesus, há um grande interesse entre o povo de Deus no papel do Espírito Santo. Falando sobre as chuvas temporã e serôdia, os autores da Bíblia nos deram a certeza de que o Espírito Santo estará ativamente envolvido nos eventos finais da história (Oséias 6:3; Zacarias 10:1; Tiago 5:7). Os Adventistas do Sétimo Dia vêem as profecias relativas às chuvas temporã e serôdia como se aplicando à história da igreja cristã, e à experiência do povo de Deus.Historicamente, as profecias que tratam da chuva temporã foram cumpridas pelo poder dado no Pentecoste, o qual impulsionou a igreja apostólica em sua missão mundial, mas uma maior demonstração do poder do Espírito Santo, a chuva serôdia, acompanhará o término da comissão evangélica. O simbolismo profético que descreve o derramamento da chuva serôdia é visto na obra do grande e poderoso anjo de Apocalipse 18.

As profecias que tratam das chuvas temporã e serôdia também são cumpridas na vida individual. Assim como a chuva temporã caía sobre a semente recém plantada no Oriente Médio, levando a semente a brotar e permitindo que a planta crescesse, também o Espírito Santo dirige o pecador arrependido a uma experiência de novo nascimento e a um relacionamento crescente com Jesus. Assim como a chuva serôdia preparava o grão para a colheita, também o derramamento final do poder do Espírito, justamente antes da volta de Jesus completará a obra de redenção nos corações do povo expectante de Deus, e os capacitará a estarem preparados para a transladação.

Muitos Adventistas do Sétimo Dia têm perguntado, As experiências extáticas e as livres demonstrações de emoções são evidência do batismo do Espírito Santo, e estas experiências acompanharão o derramamento da chuva serôdia? Demonstrações anteriores entre os mileritas, as quais incluíam desmaios, gritos e louvores a Deus em alta voz, foram levados, depois de 1844 para a experiência daqueles que estabeleceram a Igreja Adventista do Sétimo Dia, juntamente com pelo menos quatro experiências documentadas de falar em línguas. Será que a ausência destas experiências indica que a igreja tornou-se fria e formal, sem o poder do Espírito, e que devemos buscar reviver as experiências vívidas dos primeiros anos como sendo o poder da chuva serôdia sendo derramado sobre a igreja?

Um documento excelente pode ser encontrado no Ellen G. White Estate, o qual revisa e avalia as experiências que ocorreram entre os primeiros crentes na mensagem Adventista do Sétimo Dia. Este documento,“Charismatic Experiences in Early Seventh-day Adventist History, [Experiências Carismáticas na História Inicial dos Adventistas do Sétimo Dia]” consiste de uma série de 12 artigos preparados para a “Review and Herald” em 1972 e 1973 por Arthur L. White, então secretário do Ellen G. White Estate. Não há necessidade de repetirmos aqui os detalhes históricos que Arthur White relata. Um resumo desta série seria útil, contudo, para a compreendermos o conselho que Ellen White dá à igreja enquanto aguardamos o derramamento da chuva serôdia. O leitor interessado nessas experiências carismáticas é encorajado a estudar por si mesmo este documento.

Experiências religiosas extáticas são relatadas nos escritos iniciais tanto de Tiago quanto de Ellen White, com relatos de glossolalia em 1847, 1848, 1849 e 1951 1851 (“Tongues in Early SDA History” [Línguas na História Inicial dos ADS], Review and Herald, 15 de Março de 1973).Arthur White resume seu estudo sobre o falar em línguas em nossa experiência primitiva dizendo: “Não há registro de Ellen White dando explícito apoio, ou expressando endosso a experiências extáticas com línguas desconhecidas, embora fosse testemunha visual de três dentre quatro de tais ocorrências. … Posteriormente, foi-lhe mostrado que o pensamento e sentimentos de uma pessoa têm grande influência sobre essas experiências.” (“Bible Study Versus Ecstatic Experiences” [Estudo da Bíblia versus Experiências Extáticas], Review and Herald, 22 de Março de 1973).

Arthur White também notou que “É interessante observar que Ellen White, com as muitas e muitas visões que lhe foram dadas através dos anos, e deparando-se com muitas e muitas experiências, sentiu-se incapaz de declarar de forma inequívoca que haveria uma experiência extática, tal como falar em línguas desconhecidas, em conexão com o derramamento do Espírito de Deus. De fato, em tempo algum ele ligou as evidências do derramamento do Espírito – às vezes chamadas de batismo do Espírito Santo – com experiências extáticas” (“The Gift of Tongues at Portland, Maine” [O Dom de Línguas em Portland, Maine], Review and Herald, 5 de Abril de 1973).

Com referência à excitação fanática, a qual incluía falar em línguas, ocorrida entre um grupo de pessoas que estabeleceu o momento da vinda de Jesus para 1854, Ellen White escreveu: “Algumas dessas pessoas têm formas de culto a que chamam dons, e dizem que o Senhor os pôs na igreja. Têm uma algaravia sem sentido a que chamam língua desconhecida, desconhecida não só ao homem, mas ao Senhor e a todo o Céu. Tais dons são manufaturados por homens e mulheres ajudados pelo grande enganador. O fanatismo, a exaltação, o falso falar línguas e os cultos ruidosos, têm sido considerados dons postos na igreja por Deus. … A influência dessas reuniões, porém, não é benéfica. Ao passar o auge do sentimento, essas pessoas imergem mais fundo que antes da reunião, pois sua satisfação não proveio da devida fonte” (Testemunhos para a Igreja, vol. 1, p. 412).

Já em 1850, foi mostrado a Ellen White a ordem que existia no céu e entre os anjos de Deus. Ela foi advertida então acerca das “experiências” e lhe foi dito estas estavam em “grande perigo de ser adulteradas, … Portanto, não se podia ter confiança implícita nelas.” Então ela disse, “Vi que deveríamos lutar em todo o tempo para estarmos isentos de excitações prejudiciais e desnecessárias. Vi que há grande perigo em deixar a Palavra de Deus para confiar e apoiar-se em experiências extáticas. Vi que Deus Se movia mediante Seu Espírito sobre vossa assembléia em algumas experiências e  excitação deles; vi, porém, perigo à frente” (Manuscrito 11, 1850 – ver Manuscript Releases, vol. 5, pp. 226, 227).

Qual foi o perigo que a profetiza viu lançando sua sombra sobre a senda do povo de Deus? Poderia ser que ela compreendera que Satanás introduziria as experiências extáticas em nossos cultos de adoração com o propósito de desviar as pessoas para longe da Palavra de Deus como sendo o árbitro das experiências religiosas, para os exercícios emocionais como o critério para uma experiência genuína? Uma coisa é clara; conforme a compreensão de Ellen White se aprofundou e Deus revelou a ela os métodos que Satanás usaria para ganhar o controle das igrejas cristãs ao término do grande conflito, suas palavras de cautela tornaram-se mais claras e mais fortes, conforme ela se conduziu a igreja para longe das experiências extáticas e emocionais.

Advertências Relacionadas a Experiências Presentes e Futuras

Os Adventistas do Sétimo Dia sabem há décadas que pouco antes do derramamento do prometido poder da chuva serôdia Satanás faria um movimento tático, na tentativa de diminuir o impacto do poder do Espírito sobre o mundo cristão. Ellen White predisse: “Antes de os juízos finais de Deus caírem sobre a Terra, haverá, entre o povo do Senhor, tal avivamento da primitiva piedade como não fora testemunhado desde os tempos apostólicos. O Espírito e o poder de Deus serão derramados sobre Seus filhos. Naquele tempo muitos se separarão das igrejas em que o amor deste mundo suplantou o amor a Deus e à Sua Palavra. Muitos, tanto pastores como leigos, aceitarão alegremente as grandes verdades que Deus providenciou fossem proclamadas no tempo presente, a fim de preparar um povo para a segunda vinda do Senhor. O inimigo das almas deseja estorvar esta obra; e antes que chegue o tempo para tal movimento, esforçar-se-á para impedi-la, introduzindo uma contrafação. Nas igrejas que puder colocar sob seu poder sedutor, fará parecer que a bênção especial de Deus foi derramada; manifestar-se-á o que será considerado como grande interesse religioso. Multidões exultarão de que Deus esteja operando maravilhosamente por elas, quando a obra é de outro espírito. Sob o disfarce religioso, Satanás procurará estender sua influência sobre o mundo cristão” (O Grande Conflito, p. 464).

No movimento carismático, os Adventistas do Sétimo Dia têm testemunhado pelo menos um cumprimento parcial desta profecia. Os exercícios emocionais envolvidos nos cultos de adoração carismáticos são vistos como a obra do Espírito Santo e a evidência da presença e da bênção de Deus. Cristão que são apanhados nestas experiências extáticas aceitam os sentimentos de felicidade e os picos emocionais gerados nas reuniões carismáticas como o critério para a verdade espiritual. Se os ensinamentos bíblicos não são diretamente associados com a experiência carismática e os ensinamentos daqueles que dirigem os cultos carismáticos, estes ensinamentos bíblicos são questionados como sendo a representação da verdade e são rejeitados de imediato por muitos.

Isto levanta a questão que deve ser enfrentada pelos Adventistas do Sétimo Dia hoje: É possível a mesma coisa acontecer dentro de nossa igreja? Com base em nossa história passada, Ellen White não apenas acredita que é possível, mas afirma enfaticamente que Satanás introduzirá uma falsificação da experiência da chuva serôdia em uma tentativa de evitar a sua vinda ou fomentar a falha em reconhecê-la e recebê-la quando vier. O seguinte conselho guardará o povo de Deus de aceitar uma experiência “carismática” em lugar da experiência genuína a qual existirá sob a chuva serôdia.

Entusiasmo Saudável:

Nosso culto de adoração não deve ser frio e sem vida. Ellen White diz que existe um entusiasmo saudável, mas o que é um entusiasmo saudável? “Unicamente o Espírito de Deus pode criar um entusiasmo são. Deixai que Deus opere, e ande o instrumento humano silenciosamente diante dEle, vigiando, esperando, orando, olhando a Jesus a todo momento, conduzido e controlado pelo precioso Espírito que é luz e vida” (Mensagens Escolhidas, vol. 2, pp. 16, 17). Um entusiasmo saudável é uma alegria santa que resulta de contemplarmos a obra de Deus. Esta alegria é expressa em louvor e adoração conforme o ser humano caminha mansa e reverentemente na presença do grande Criador e Redentor.

Experiência Espiritual a ser Edificada na Palavra:

Devemos estar em guarda, que nossa experiência espiritual esteja fundamentada na Palavra de Deus, e não em experiência extáticas. Fortes alertas são dados àqueles que buscam um pico emocional através de uma “experiência espiritual”. A Palavra de Deus deve ser o sólido fundamento sobre o qual construímos a nossa experiência. Qualquer outra coisa, eventualmente provará ser um fundamento na areia. Note a ênfase colocada sobre a Palavra como base para nossas vidas espirituais.

“O Senhor deseja que Seus servos hoje preguem a antiga doutrina evangélica – tristeza pelo pecado, arrependimento e confissão. Precisamos sermões à moda antiga, costumes à antiga, pais e mães em Israel à antiga. É preciso trabalhar pelo pecador perseverantemente, zelosa e sabiamente, até que ele veja que é transgressor da lei de Deus, e exerça arrependimento para com Deus, e fé no Senhor Jesus Cristo” (Mensagens Escolhidas, vol. 2, p. 19).

“É por meio da Palavra – não de sentimentos ou de exaltação – que precisamos influenciar as pessoas a obedecer à verdade. Podemos permanecer em segurança sobre a plataforma da Palavra de Deus” (Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 375).

“[Os cristãos nominais] ufanam-se de estar em conformidade com a vontade de Deus porque se sentem felizes; mas, quando são provados, quando a Palavra de Deus é aplicada a sua experiência, tapam os ouvidos para não ouvir a verdade, dizendo: ‘Estou santificado’, e isso põe fim à controvérsia. Não querem ter nada que ver com examinar as Escrituras para saber o que é a verdade, e demonstram estar terrivelmente iludidos. Santificação significa muito mais do que enlevo de sentimento.

Exaltação ou entusiasmo não é santificação. Inteira conformidade com a vontade de nosso Pai que está no Céu unicamente é santificação, e a vontade de Deus é expressa em Sua santa lei. A observância de todos os mandamentos de Deus é santificação. Demonstrar ser filhos obedientes à Palavra de Deus é santificação. A Palavra de Deus deve ser nosso guia, não as opiniões ou idéias de homens” (Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 204).

O Espírito Santo Não Está Presente em Balbúrdia e Ruído:

A declaração seguinte não é útil apenas pela advertência que dá, mas é instrutiva sobre o que podemos esperar pouco antes do término da graça: “As coisas que descrevestes como ocorrendo em Indiana, o Senhor revelou-me que haviam de ocorrer imediatamente antes da terminação da graça. Demonstrar-se-á tudo quanto é estranho. Haverá gritos com tambores, música e dança. Os sentidos dos seres racionais ficarão tão confundidos que não se pode confiar neles quanto a decisões retas. E isto será chamado operação do Espírito Santo.

O Espírito Santo nunca Se revela por tais métodos, em tal balbúrdia de ruído. Isso é uma invenção de Satanás para encobrir seus engenhosos métodos para anular o efeito da pura, sincera, elevadora, enobrecedora e santificante verdade para este tempo” (Mensagens Escolhidas, vol. 2, p. 36).

Ellen White estava se referindo aos erros fanáticos do movimento carne santa, que varreu as fileiras dos Adventistas que moravam em Indiana durante o início da década de 1900. Os cultos de adoração eram marcados por todos os tipos de demonstrações emocionais acompanhados por música alta e ritmada com todos os tipos de instrumentos. Estas demonstrações eram chamadas de obra do Espírito Santo.

Vez após vez a igreja recebeu palavras de advertência contra o fanatismo que se revelava em demonstrações emocionais durante a adoração. Por exemplo, em 1909 Ellen White escreveu: “A genuína religião não requer grandes demonstrações corporais. … Estas não são indício da presença do Espírito de Deus” (Mensagens Escolhidas, vol. 2, p. 26). Em 1908 ela relembrou a experiência passada dos crentes Adventistas e disse: “Durante aqueles dias probantes alguns de nossos mais preciosos crentes foram levados ao fanatismo. Eu disse posteriormente que antes do fim veríamos manifestações estranhas da parte daqueles que professavam ser guiados pelo Espírito Santo. Pessoas há que tratam como alguma coisa de grande importância essas manifestações peculiares, que não são de Deus, mas são calculadas a desviar a mente de muitos dos ensinos da Palavra” (Mensagens Escolhidas, vol. 2, p. 41).

E novamente: “Não se poderia causar maior dano à obra de Deus neste tempo do que permitirmos um espírito de fanatismo penetrar em nossas igrejas, acompanhado de estranhas manifestações, incorretamente tidas como operação do Espírito de Deus” (Mensagens Escolhidas, vol. 2, p. 42). “Terríveis ondas de fanatismo hão de sobrevir. Deus, porém, livrará Seu povo que busque diligentemente o Senhor, e se consagre a Seu serviço” (Mensagens Escolhidas, vol. 2, p. 47).

Música Seria um Laço:

Assim como foi no movimento carne santa, a música será novamente usada por Satanás para tentar levar o povo de Deus a experiências que obscurecerão as verdadeiras obras do Espírito Santo. “Essas coisas que aconteceram no passado hão de ocorrer no futuro. Satanás fará da música um laço pela maneira por que é dirigida” (Mensagens Escolhidas, vol. 2, p. 38).

Um aumento nos decibéis não indica a presença do Espírito, nem leva à verdadeira adoração. Ellen White selecionou algumas  palavras para uma pessoa que pensava que “forte” era santo: “Qualquer excentricidade ou traço de caráter esquisito chama a atenção das pessoas e destrói a séria e solene impressão que deve ser o resultado da música sacra. Qualquer coisa estranha e excêntrica no canto diminui a seriedade e o caráter sagrado do culto.

A movimentação física no cantar é de pouco proveito. Tudo que de algum modo está ligado com o culto religioso deve ser elevado, solene e impressivo. Deus não Se agrada quando pastores que professam ser representantes de Cristo, O representam mal quando movimentam o corpo em certas atitudes, fazendo gestos indignos e rudes. Tudo isso diverte, e estimula a curiosidade daqueles que desejam ver coisas estranhas, grotescas e curiosas, mas essas coisas não elevarão a mente e o coração daqueles que as presenciam.

Pode-se dizer a mesma coisa sobre o canto. Você assume atitudes indignas. Usa todo o poder e volume de voz que lhe é possível. Abafa a melodia e as notas mais musicais de outros cantores. Essa movimentação física e a voz áspera e estridente não trazem nenhuma melodia para aqueles que a ouvem na Terra e também no Céu. Essa maneira de cantar é defeituosa, e não é aceitável a Deus como acordes musicais perfeitos, suaves e melodiosos. Entre os anjos não há tais exibições musicais como as que tenho visto algumas vezes em nossas reuniões. Notas ásperas e gesticulações exageradas não são exibidas entre os componentes do coro angelical. O cântico deles não irrita os ouvidos. É macio e melodioso, e ocorre sem esse grande esforço que tenho testemunhado. Não é algo forçado que requer muito esforço físico” (Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 333).

A Presença do Espírito é Calma:

Como sabemos quando o Espírito de Deus está na nossa presença e abençoando nossos cultos de adoração? Ellen White diz: “Não demos lugar a essas estranhas tensões mentais, que afastam na verdade a mente das profundas atuações do Espírito Santo. A obra de Deus sempre se caracteriza pela calma e a dignidade” (Mensagens Escolhidas, vol. 2, p. 42).

“Precisamos ir ao povo com a sólida Palavra de Deus; e quando eles receberem essa Palavra o Espírito Santo poderá vir, mas Ele vem sempre, como declarei antes, por uma maneira que se recomenda ao discernimento das pessoas. Em nosso falar, nosso canto, e em todos os nossos cultos espirituais, devemos revelar a calma e a dignidade e o piedoso temor que atua em todo verdadeiro filho de Deus” (Mensagens Escolhidas, vol. 2, p. 43).

“Nos tratos de Deus com seu povo, tudo é tranqüilo; da parte dos que nEle confiam, tudo é calmo e despretensioso” (Mensagens Escolhidas, vol. 2, p. 97).

A compreensão de Ellen White acerca da obra do Espírito Santo entre o povo de Deus quando este se congrega pode ser melhor resumida pela seguinte declaração: “As mais proveitosas reuniões para o bem espiritual, são as que se caracterizam pela solenidade e o profundo exame do coração, cada um procurando conhecer-se a si mesmo e, com sinceridade e profunda humildade, buscando aprender de Cristo” (Testemunhos Para a Igreja, vol. 1, p. 412).

 


Fonte: http://www.whiteestate.org/issues/CharismExp.html


Quais eram os 7 Sábados Cerimoniais.

…Existem dois tipos específicos de sábados no Antigo Testamento, os sábados anuais e os sábados semanais. Paulo não deixa dúvidas sobre os quais está falando.

Os dias de descanso cerimoniais anuais, em conjunto com o festival de ciclo anual, não estavam relacionados aos sábados do sétimo dia ou ao ciclo semanal. Cada um desses outros sábados, ou dias de descanso, caíam numa data fixa do ano, e assim em dias diferentes da semana a cada ano. Assim, eram propriamente chamados sábados anuais, em contraste com os sábados semanais. Esses dias em que o trabalho era proibido “além dos sábados do Senhor” (Levíticos 23:38) eram:

  1. O Primeiro Dia dos Pães Asmos – 15o dia do 1o mês (Lev. 23:6);
  2. O Sétimo Dia dos Pães Asmos – 21o dia do 1o mês (Lev. 23:8,11);
  3. Dia de Pentecostes – 6o dia do 3o mês (Lev. 23:24;25);
  4. Festa das Trombetas – 10o dia do 7o mês (Lev. 23:16,21);
  5. Dia da Expiação – 10o dia do 7o mês (Lev. 23:29-31);
  6. Primeiro Dia da Festa do Tabernáculos – 15o dia do 7o mês (Lev. 23:34;35);
  7. Sétimo Dia da Festa dos Tabernáculos – 22o dia do 7o mês (Lev. 23:36).

Os sábados anuais eram parte do sistema cerimonial que representava a vida e a morte de Cristo, e cessou quando Ele expirou na cruz. Eram “sombras de coisas futuras”.

Em contraste com o sábado semanal, que foi ordenado à toda humanidade ao fim da semana da criação, os sábados anuais apontavam para a vinda do Messias. E a sua observância findou com Sua morte na cruz…

Poderíamos encerrar o assunto por aqui, mas como sempre há doutrinadores cavilosos que apelam para a filologia em torno da palavra “sábados” de Colossenses 2:16, mister se faz uma ligeira consideração neste particular.

De início, a palavra grega empregada pode referir-se aos sábados semanais ou aos sábados anuais. Temos que apelar para o contexto a fim de sabermos a quais se refere. Em grego, “Sábados” do texto em lide é sabbata, uma forma plural de sabbaton. Embora sabbata em muitos casos não represente um exato plural, pelo fato de derivar da forma singular aramaica, por outro lado é de freqüente sentido singular. A exploração que pretensos helenistas fazem em torno deste fato em nada altera a posição que sustentamos, porque sabbata, pode representar um plural exato, como por exemplo, em Atos 17:2 e sem dúvida em nosso texto (Colossenses 2:16) ainda reforçado com o peso do contexto indicando tratar-se de sábados anuais.

Há oponentes que exploram também o fato de a palavra “Sábados”, na passagem que estamos considerando, estar no grego sem o artigo, mas esquecem-se de que o sábado semanal é também freqüentemente citado sem o artigo em grego, como, por exemplo, em S. João 5:9; 9:14, etc..[24]

Veja o quanto é importante o estudo do contexto do verso e também seu correto significado na língua original.

 

Fonte Advir


A Segunda Vinda
de Jesus Cristo!

Aprendi a muito tempo sobre a segunda vinda de Jesus Cristo. Um dia em breve, estaremos vivendo uma vida muito diferente, porque Jesus estará conosco em pessoa.

Jesus está voltando! E é para acontecer em breve! A agitação que encontramos no mundo de hoje fala da nossa necessidade de um Salvador para finalmente trazer o fim aos problemas que temos em nosso mundo a um fim.

Será um evento muito visível! não será feito em segredo. O próprio Jesus nos diz como  Sua volta será . (Note: Eu tenho duas contas paralelas do que Jesus disse aos Seus discípulos, e eles são colocados lado a lado.)

  • 23 Então, se alguém vos disser: Eis que o Cristo está aqui, ou ali, não lhe deis crédito; 24 Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.25 Eis que eu vo-lo tenho predito.

    26 Portanto, se vos disserem: Eis que ele está no deserto, não saiais. Eis que ele está no interior da casa; não acrediteis.

    27 Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem.

    28 Pois onde estiver o cadáver, aí se ajuntarão as águias.

    . Mateus 24:23-28.

  • 22 E disse aos discípulos: Dias virão em que desejareis ver um dos dias do Filho do homem, e não o vereis. 23 E dir-vos-ão: Ei-lo aqui, ou: Ei-lo ali. Não vades, nem os sigais;24 Porque, como o relâmpago ilumina desde uma extremidade inferior do céu até à outra extremidade, assim será também o Filho do homem no seu dia.

    25 Mas primeiro convém que ele padeça muito, e seja reprovado por esta geração.

    Lucas 17:22-25.


 As pessoas dirão que eles são um dos profetas mortos ou mesmo Cristo! É-nos dito para não acreditar em qualquer desses relatórios. Porque a Sua vinda será um evento muito público! Porque, assim como o relâmpago sai do oriente para o ocidente, cobrindo todo o céu; Isto é o que vai acontecer  quando Jesus vier. Não importa onde você estiver na terra, o relâmpago vai cobrir o céu anunciando sua vinda.

Então, se alguém diz que Jesus já veio, você saberá que não é verdade! Quando Jesus voltar, todos vão ver isso por toda a terra.

  • Eis que Ele vem com as nuvens e todo olho o verá , até quantos o traspassaram. E todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele ,sim, Amen. Apocalipse 1:7.
  • Mas o dia do Senhor virá como um ladrão na noite, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos se desfarão abrasados, a terra, e as obras que nela há, se queimarão .
  • No entanto nós, segundo a sua promessa, esperamos novos céus e nova terra , onde habita a justiça. 2 Pedro 3:10-13.

P

Agora, quando Jesus vem no fim do mundo para coletar Seus santos, Ele reúne-los juntos de todas as partes da terra. Aqui temos três relatos paralelos do que Jesus disse aos discípulos sobre Sua segunda vinda:

29.  Imediatamente depois da tribulação daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e os poderes dos céus serão abaladas 
. 30  E então aparecerá o sinal do Filho do homem no céu: e então todas as tribos da terra se lamentarão e verão o Filho do homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória . 
31.  E ele enviará os seus anjos com um grande som de uma trombeta , e quais reunirão os seus eleitos dos quatro ventos, de uma extremidade do céu para o outro. Mateus 24:29-31.
24.  Mas naqueles dias, depois daquela tribulação, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, 
25.  E as estrelas cairão do céu, e os poderes que estão nos céus serão abalados. 
26.  E então verão vir o Filho do homem vindo sobre as nuvens com grande poder e glória . 
27.  E então ele enviará os seus anjos , eajuntará os seus eleitos dos quatro ventos, desde a extremidade da terra até a extremidade do céu. Marcos 13:24-27.
25.  haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas, e na terra angústia das nações, em perplexidade; o mar e o bramido das ondas; 
26.  Homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que estão vindo sobre a terra:. pois os poderes dos céus serão abalados 
. 27  Então verão vir o Filho do homem vindo numa nuvem, com poder e grande glória . 
28.  E quando estas coisas começarem a acontecer , em seguida, olhar para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima .Lucas 21:25-28.
  • Virá o nosso Deus, e não guarda silêncio; Um fogo devora diante Dele, E será grande tormenta ao redor dele.
  • Ele será chamado para os céus de cima, e para a terra, para julgar o Seu povo:
  • ” Congregai os Meus santos para mim , aqueles que fizeram comigo um pacto por meio de sacrifícios. “
  •  Salmos 50:3-6
  • E vai ser dito naquele dia: ” Eis que este é o nosso Deus; Nós temos esperado por Ele, e Ele vai nos salvar Este é o SENHOR, temos esperado por Ele; Teremos o maior prazer e alegria na sua salvação.. ” Isaías 25:9.o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus : e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro :
  • Então nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares : e assim estaremos para sempre com o Senhor . 1 Tessalonicenses 4:15-17

Ce que ressuscitou Cristo dentre os mortos também dará vida aos vossos corpos mortais pelo seu Espírito que habita em vós . Romanos 8:11


Passagens difíceis da Bíblia sobre a Segunda Vinda .

Na minha igreja, o pastor está ensinando que o arrebatamento é antes da grande tribulação, e que de alguma forma Jesus virá, mas de forma invisível para arrebatar a igreja e levá-la para o céu, que não temos de compreender a grande tribulação, porque nós deve estar com Jesus durante 7 anos comemorando as bodas do Cordeiro, em seguida, Jesus está voltando de uma forma visível, e que a segunda vinda é um fato diferente, então o arrebatamento, o que você acha? a pergunta: ? É o arrebatamento, ao mesmo tempo da segunda vinda de Jesus é o Arrebatamento antes ou depois da grande tribulação? 

É o arrebatamento separado da segunda vinda de Jesus? Será que o arrebatamento salvará o povo de Deus de ter a experiência da grande tribulação?

Há cinco pontos básicos a serem considerados quando olhamos para o arrebatamento.

Ponto # 1: Por toda a Bíblia, a segunda vinda de Jesus é descrita como sendo qualquer coisa, mas Secret. Quando Jesus vier todo mundo vai saber que Ele está vindo. Diz:

  • Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá , até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão por causa dele .Mesmo assim, Amen. Apocalipse 1:7
  • Mas o dia do Senhor virá como um ladrão na noite, na qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos se desfarão abrasados, a terra, e as obras que nela há, se queimarão . 2 Pedro 3:10.
  •  como o relâmpago sai do oriente e brilha até o ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem . Mateus 24:27.
  • E então aparecerá o sinal do Filho do homem no céu, e , em seguida, todas as tribos da terra se lamentarão e verão o Filho do homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória . Mateus 24:30.
  • E eles devem ir para os buracos das rochas, e nas cavernas da terra, por medo do Senhor, e para a glória da sua majestade, quando ele se levantar para assombrar a terra .
  • Naquele dia o homem lançará seus ídolos de prata, e os seus ídolos de ouro, que fizeram cada um para si próprio ao culto, às toupeiras e aos morcegos;
  • Para entrar em fendas das rochas, e no topo das rochas irregulares, por temor do SENHOR, e para a glória da sua majestade, quando ele se levantar para assombrar a terra . Isaías 2:19-21

Ponto # 2: Em Daniel e Apocalipse, o povo de Deus são descritos como vivendo a grande tribulação. Vejamos alguns versos.

  • E proferirá palavras contra o Altíssimo, e devem usar os santos do Altíssimo , e cuidará em mudar os tempos e a lei, e eles serão entregues na sua mão um tempo, e tempos, e metade do tempo. Daniel 7:25
  • Olhei, e que o mesmo chifre fazia guerra contra os santos, e prevalecia contra eles ; Daniel 7:21.

Aqui vemos que o pequeno chifre da besta irá desgastar os santos do Altíssimo e que os santos serão entregues na sua mão até 3 e 1 / 2 anos estão em alta.

  • E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo . Apocalipse 12:17

Aqui vemos que o dragão, que é Satanás, é irado (irritado) com a mulher (a igreja) e faz guerra com o resto da sua semente (ele faz guerra com aqueles que ainda estão vivos). E como podemos identificar este grupo? estes são os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus Cristo! Este é o povo de Deus na grande tribulação!

  • E foi-lhe dada para fazer guerra aos santos, e vencê-los , e poder foi dado a ele sobre todas as tribos e línguas, e nações. Apocalipse 13:7

Ponto # 3: Em nenhum lugar da Bíblia há qualquer escritura que fala de outro êxtase que é separado da segunda vinda de Jesus. Não há arrebatamento secreto antes da hora de tribulação. Nenhum.

Em 1 Tessalonicenses, vemos que tanto os mortos que morreram e também aqueles que ainda estão vivos (justos de Deus) vão subir juntos ao encontro do Senhor nos ares. Também vemos que este não é um evento secreto. “Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus”! Será um evento muito visível. Veja o texto abaixo:

  • Mas eu não quero sejais ignorantes, irmãos, acerca dos que já dormem, para não que vos entristeçais, como os outros que não têm esperança.
  • Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem Deus trará com ele.
  • Para isso, vos digo que, pela palavra do Senhor, que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor não não precederemos os que dormem.
  • o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado , à voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus : e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro :
  • Então nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor . 1 Tessalonicenses 4:13-17.

Neste texto, Paulo está tentando dar conforto aos Tessalonicenses, porque eles esperavam Jesus para entrar no seu dia. E, ainda assim, as pessoas estavam morrendo um por um. O que aconteceria com essas pessoas que morreram?

Paulo fala sobre o momento em que Jesus vem com um grito e com a trombeta de Deus, que tanto os que morreram e aqueles que estão ainda vivos serão levados para o céu para sempre com o Senhor. Não há menção de qualquer arrebatamento secreto anterior. Nenhum. Paul diz que tanto aqueles que morreram e aquelas que ainda estão vivos são levados para o céu juntos. Que inclui a todos. Todo o povo de Deus serão criados juntos de uma vez.

Ponto n º 4: Algumas pessoas usam Lucas 17:34-36 como prova de um arrebatamento secreto. Vejamos o texto:

  • “Digo-vos, que naquela noite estarão dois numa cama: um será tomado eo outro será deixado .
  • ” Duas mulheres estarão moendo juntas: uma será tomada ea outra deixada .
  • ” Dois homens estarão no campo: um será tomado eo outro será deixado . “

Parece sugerir um arrebatamento secreto. No entanto, quando lemos mais do texto, percebemos que ela não está se referindo a um arrebatamento secreto em tudo. Veja o texto abaixo:

  • “E como foi nos dias de Noé, assim será também nos dias do Filho do Homem :
  • ” Comiam, bebiam, casavam, eram dadas em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio e os destruiu a todos .
  • “Da mesma forma como foi também nos dias de Ló: Comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam ;
  • ” mas no dia em que Ló saiu de Sodoma choveu fogo e enxofre do céu e os consumiu a todos .
  • ” Mesmo assim será no dia em que o Filho do Homem é revelada .
  • “Naquele dia, quem estiver sobre o telhado, e os bens dele estão na casa, que ele não desça para tirá-los. E também aquele que está no campo, não volte para trás.
  • “Lembre-se da mulher de Ló.
  • “Quem procurar salvar a sua vida a perderá, e quem perder a sua vida, preservá-la.
  • “Digo-vos, que naquela noite estarão dois numa cama: um será tomado eo outro será deixado .
  • ” Duas mulheres estarão moendo juntas: uma será tomada ea outra deixada .
  • ” Dois homens estarão no campo: um será tomado eo outro será deixado . “
  • E, respondendo, disse-lhe: ” Onde, Senhor? ” Então Ele lhes disse: ” Onde quer que o corpo estiver, lá as águias estarão reunidas “. Lucas 17:26-37

Podemos ver que Jesus está a traçar um paralelo entre a segunda vinda e os dias de Noé, e também entre a segunda vinda e os dias de Lo.

No tempo de Noé, havia duas classes de pessoas; Noé e sua família foram levados para a arca e salvo, enquanto todo o resto que se recusou a entrar na arca foram deixados de fora para ser destruído pela enchente. Eles não tem uma segunda chance. Uma vez a porta fechada na arca, eles foram condenados.

No tempo de Ló havia duas classes de pessoas; Lo foi levado para fora da cidade de Sodoma, e salvas, enquanto todos deixaram os moradores da cidade foram destruídas pelo fogo. Mais uma vez, aqueles que ainda estavam na cidade foram destruídos. Eles não tem uma segunda chance.

Jesus diz que ele será o mesmo quando Jesus vier. O povo de Deus será levado para o céu para estar com Jesus, enquanto todos os outros serão destruídos.”Dois homens estarão no campo, um será tomado, e deixado o outro”. Novamente, não há segunda chance.

Note que no versículo 37, os discípulos perguntaram ” Onde, Senhor? ” Eles queriam saber sobre aqueles que não vão para o céu, onde eles estavam indo para a esquerda. Observe a resposta clara de que Jesus dá: ” Onde quer que o corpo estiver, lá as águias estarão reunidas “. Então, Jesus ensinou que os corpos dos ímpios vão ser deixados no chão para as águias para consumir.

Jeremias também ajuda a mostrar que não haverá mais ninguém na terra depois que Jesus vier. É interessante que ele usa as mesmas palavras usadas no livro de Gênesis para descrever a Terra. A Terra era sem forma e vazia.

  • os mortos do Senhor será naquele dia, desde uma extremidade da terra até à outra extremidade da terra : elas não serão pranteados, nem recolhidos, nem sepultados; mas serão como esterco sobre o solo. Jeremias 25:33.
  • Olhei para a terra, e de fato era sem forma e vazia , e os céus, não tinham luz.
  • Observei os montes, e de fato elas tremiam , e todos os outeiros se mudou frente e para trás .
  • Eu vi, e realmente não havia homem algum , e todas as aves dos céus haviam fugido.
  • Eu vi, e de fato a terra fértil era um deserto, e todas as suas cidades estavam derrubadas Na presença do Senhor, por sua ira . Jeremias 4:23-26.

Assim, podemos ver que Lucas 17 está apontado para a segunda vinda da mesma manera que todos os outros versículos da Bíblia  que se referem a tala assunto. Alguns serão tomadas e salvos, mas todo o resto será deixado para ser destruído. Assim, podemos ver que o arrebatamento é, ao mesmo tempo da segunda vinda de Jesus.

Ponto n º 5: Algumas pessoas usam 1 Ts. 05:02 como evidência de um arrebatamento secreto quando o vierSenhor como um ladrão na noite. Aqui está o texto:

  • Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como um ladrão de noite . 1 Ts. 05:02

Eles assumem que este deve ser um silêncio, vindo segredo. Mas quando começamos a abrir a Bíblia para ler mais do que nós achamos que ela definitivamente não fala de um silêncio, vinda secreta em tudo. Vamos dar uma olhada para ver o que ele realmente diz:

  • Mas acerca dos tempos e das épocas, irmãos, não tendes necessidade de que eu deveria escrever para vocês.
  • Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como um ladrão na noite .
  •  quando eles dizem: “Paz e segurança!”então sobrevirá repentina destruição sobre eles , como as dores de parto sobre a mulher grávida. E não escaparão .
  • Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que esse dia vos surpreenda como um ladrão .
  • Todos vós sois filhos da luz e filhos do dia. Nós não somos da noite nem das trevas. 1 Ts. 5:1-5
  • O Senhor não retarda a sua promessa, como alguns a julgam, mas é longânimo para conosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento .
  • Mas o dia do Senhor virá como um ladrão na noite , no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos se desfarão abrasados; também a terra e as obras que nela há, se queimarão . 2 Pedro 3:9-10
  • ” Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até o ocidente, assim será também a vinda do Filho do Homem .
  • ” Vigiai, pois, você não sabe a que hora virá o vosso Senhor .
  • “Mas sei que, se o dono da casa soubesse a que hora o ladrão viria , ele teria vigiaria e não deixaria que sua casa fosse arrombada.
  • ” Portanto, estai vós também apercebidos, porque o Filho do Homem virá numa hora em que você não espera . Matthew 24:27,42-44.


Assim, podemos ver que nesses três escrituras, o ladrão de noite significa que ele vem em um momento inesperado. Ele não está falando sobre como Jesus está vindo. Isto pode ser entendido a partir do texto em si: ” estar pronto, porque o Filho do Homem virá numa hora em que você não espera “” Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que este dia vos surpreenda como um ladrão ”

Cada vez que o ladrão de noite é mencionado sinais violentos são faladas, como: ” a destruição lhes sobrevirá repentina “” como o relâmpago sai do oriente e se mostra até o ocidente “” os céus passarão com grande estrondo, e os elementos se desfarão abrasados ​​”


O cristianismo tem uma estreita relação com o judaísmo , tanto historicamente e teologicamente. Jesus, os doze discípulos, o autor da maioria do Novo Testamento, e os membros das primeiras igrejas cristãs eram todos judeus. A família de Jesus seguiu os costumes judeus e Jesus frequentemente citado da Bíblia hebraica. Os seguidores de Jesus acreditavam que ele fosse o Messias, uma figura prevista na Bíblia judaica.

Apesar de suas origens judaicas,  O primeiro Conselho Cristão, convocada pelos apóstolos, concluiu que pagãos convertidos ao cristianismo não tem que seguir as leis ritual judaicas. Logo, convertidos ao cristianismo eram quase exclusivamente pagãos e o cristianismo se afastando do judaísmo.

Nos quase 2.000 anos de história, desde Jesus, a relação entre o cristianismo e a fé antiga em que ela está enraizada tem sido muitas vezes tensas. Os cristãos têm criticado os judeus por rejeitar Jesus como seu Messias, e os judeus cristãos têm criticado os cristão  por  supostamente corromperem o conceito de um Deus e seguindo um falso messias. O novoTestamanto mostra que os judeus foram os primeiros a perseguir os cristãos, e depois dos cristãos se tornarem um o grupo mais poderoso, eles freqüentemente perseguiam os judeus.

Hoje, as divergências teológicas entre cristãos e judeus permanecem, mas estão sendo feitos esforços para uma maior compreensão e respeito entre as duas grandes religiões. O gráfico a seguir compara as origens, crenças e práticas do cristianismo e judaísmo.

Comente no blog e indique para amigos.

História e Estatísticas
Cristandade
Judaísmo
data fundada
c. 30 AD
c. 1300 aC
fundada na
Palestina
Palestina
fundadores e primeiros líderes
Jesus e apostólos
Abraão, Moisés
línguas originais
Aramaico e grego
Hebraico
dos principais locais de hoje
Europa, do Norte e América do Sul
Europa, Israel, América do Norte
adeptos em todo o mundo hoje
2 bilhões
14 milhões
adeptos nos EUA
159 milhões
5,6 milhões
adeptos no Canadá
21 milhões
35,000,0
adeptos no Reino Unido
51 milhões
32,000,0
Rank tamanho atual
maior
12 ª maior
principais ramos
Católicos, ortodoxos, protestantes
Ortodoxos, conservadores, reformistas

Autoridade religiosa
Cristandade
Judaísmo
texto sagrado
Bíblia = Antigo Testamento (Bíblia Judaica) + Novo Testamento
Tanakh (Bíblia Judaica)
inspiração do texto sagrado
Homens escreveram imbuídos pelo santo Espírito,revelação
concepções divergentes: inspirado contas humana ou de origem humana só
estatuto dos profetas bíblicos
verdadeiros profetas
verdadeiros profetas
estado da Bíblia Judaica
canônico
canônico
estado do Novo Testamento
canônico
não-canônicos, não útil
autorização escrita outros
Não pode ser alterada AP 22:19
Talmud, halachá
utoridades humanas
Bispos,Pastores e etc..
rabinos
resumos da doutrina
Regra de fé a bíblia
13 Regras de Fé

Crenças e Doutrina
Cristandade
Judaísmo
realidade final
um só Deus, Jeová, o Deus de Abraão
um só Deus, Jeová, o Deus de Abraão
natureza de Deus
Trindade – uma substância, três pessoas
unidade – uma substância, uma pessoa
outros seres espirituais
anjos e demônios
anjos e demônios
identidade de Jesus
Filho de Deus, o Deus encarnado, salvador do mundo
falso profeta
nascimento de Jesus
nascimento virginal
parto normal
morte de Jesus
morte por crucificação
morte por crucificação
ressurreição de Jesus
afirmou
negado
segunda vinda de Jesus
afirmou
negado
revelação divina
através de Profetas e Jesus (como o próprio Deus), registrados na Bíblia
através dos profetas, registradas na Bíblia
natureza humana
“Pecado original” herdada de Adão – tendência para o mal
dois impulsos iguais, uma boa e uma ruim
meios de salvação
( somente pela fé,graça imerecida)
crença em Deus, boas ações
O papel de Deus na salvação
 graça, perdão
revelação divina e do perdão
 Após a morte (Justo)
ressurreição na vinda,como sono
concepções divergentes: o céu ou não vida após a morte
 Após a morte (Ímpio)
Morte eterno(Adventista), purgatório ou inferno temporário (catolicismo e maioria protestante)
concepções divergentes: ou eterno inferno, reencarnação, vida após a morte ou não
vista da outra religião
Deus tem seu povo espalhado em todas a religiõs do mundo Ap 18:04
O Cristianismo é uma falsa interpretação do judaísmo.

Rituais e práticas
Cristandade
Judaísmo
casa de adoração
igreja, capela, Catedral Basílica, sala de reunião
sinagoga, templo, Schul
líderes religiosos
padre, bispo, arcebispo, patriarca, papa, pastor, ministro, pastor, diácono
rabino, rebbe
rituais sagrados
sacramentos, Ceia e lava pés
mitzvot (mandamentos)
principais rituais sagrados
batismo, comunhão (Eucaristia)
observando sábado, vestindo talit e tefilin, serviços de oração
cabeça coberta durante a oração?
geralmente não
geralmente sim (especialmente os homens)
religiosa central dias santos
Quaresma, Semana Santa, Páscoa(católicos)
Yom Kippur, Days of Awe, a Páscoa
outros feriados
Natal, santos dias(católicos)
Chanukah, Purim
principais símbolos
cruz, crucifixo, pomba, âncora, peixes, alfa e ômega, o chi rho, halo
Estrela de David, chai, hamsa, árvore

Batistas

Publicado: outubro 14, 2011 em Batistas, Igrejas e Suas Origens
Tags:

Batistas

 

Os batistas são uma das maiores denominações protestantes do mundo. Na virada do século 21, havia cerca de 43 milhões batistas em todo o mundo, com cerca de 33 milhões desses nos Estados Unidos e 216 mil na Grã-Bretanha. Existem mais de 850 mil batistas na América do Sul e 230 mil na América Central e Caribe.

Como indicado pelo seu nome, o principal  doutrina Batista  é sua prática de batismo do crente e rejeição correspondente do batismo infantil. A maioria dos batistas são evangélicos na doutrina, mas crenças Batista podem variar devido ade acordo com o sistema de governo congregacional, que dá autonomia às igrejas locais individuais Batista.Historicamente, os batistas têm desempenhado um papel fundamental no incentivo a liberdade religiosa e a separação entre Igreja e Estado.

Nos Estados Unidos, as duas maiores organizações Batista são as Igrejas Batistas do Sul (SBC) e  Igrejas Batistas  Americanas(ABC), com o primeiro sendo o ramo mais conservador. Entre os Batistas notáveis ​​incluíram Martin Luther King, Jr., Charles Spurgeon, John Bunyan e Billy Graham.

História dos Batistas

Muitos Batistas buscaram suas origens na igreja primitiva, um período em que a igreja composta de crentes comprometidos que foram batizados mediante confissão de fé como adultos. Os batista também buscaram seitas medievais que protestaram contra a teoria prevalecente batismal e prática, como os anabatistas da Reforma Continental, especialmente em Zurique.

Os anabatistas (ancestrais espirituais dos menonitas, amish , huteritas e) ação enfatizaram o batismo do crente e da liberdade religiosa e provavelmente foram influentes no desenvolvimento de características de Batista. No entanto, alguns anabatistas diferiam dos batistas em muitas outras questões, como o pacifismo e a partilha comunitária de bens materiais.

As origens dos batistas são mais comumente atribuídas a John Smyth e os separatistas. Em 1609, John Smyth, liderou um grupo de separatistas para a Holanda para iniciar o Geral da Igreja Batista com uma teologia arminiana. Em 1616, Henry Jacob levou um grupo de puritanos na Inglaterra, com uma teologia calvinista para formar uma igreja congregacional, que acabaria por se tornar os batistas particulares em 1638 sob o comando de John Spilsbury.

Ambos os grupos tiveram membros que navegaram para a América como peregrinos para evitar a perseguição religiosa na Inglaterra e na Europa . Os batistas particulares e gerais que discordam sobre o Arminianismo e Calvinismo até a formação da União Batista da Grã-Bretanha em 1800 com Andrew Fuller e Carey William com o propósito de missões.

Igrejas Batistas foram estabelecidas nas colônias americanas a partir de meados do século 17. Em 1639, Roger Williams fundou uma igreja Batista em princípios, em Providence, Rhode Island, e esta é geralmente considerado como o início da história americana Batista. Também foi estabelecido no século 17 um pequeno grupo conhecido como batistas do sétimo dia, que defendiam o descanso e adoração no sábado com base no quarto mandamento.

No século 18, muitas das igrejas batistas gerais na Inglaterra foram influenciados pela unitários e, finalmente, deixaram de insistir no batismo do crente. No entanto, Dan Taylor (1738-1816) formou uma “nova conexão” em 1770 que manteve os princípios Batista e posteriormente unidos com o mainstream Batista. A Baptist Missionary Society foi fundada por batistas particulares em 1792, o que teria um impacto profundo sobre o futuro dos batistas. O revival Batista na Inglaterra inspirou a Igrejas Batistas da América, levando ao zelo missionário generalizada e o crescimento do movimento em toda a América como a fronteira estendida. Os batistas se tornaram o maior grupo religioso em muitos dos estados do sul, hoje, dois terços dos membros das Igrejas Negras dos EUA são batistas.

No século 19 as igrejas batistas continuaram seu rápido crescimento, e de suas fileiras vieram tais grandes pregadores como Charles Spurgeon, Hall Robert, Alexander Maclaren e John Clifford. Na Grã-Bretanha, a União Batista foi formada em 1813. Notáveis ​​no seu desenvolvimento foi JH Shakespeare, que foi secretário por mais de 25 anos (1898-1924). O movimento Batista, na Escócia, foi promovido por Archibald McLean (1733-1812), que dá grande relevo imitando o padrão do Novo Testamento, em doutrina e prática. Os “Batistas Scotch” foram uma das fontes dos Discípulos de Cristo movimento.

Em 1834, uma igreja batista foi formado em Hamburgo sob JC Oncken, e de lá veio um movimento batista extensiva em contentiental Europa e entre os eslavos de língua pessoas. Batistas foram perseguidos pela Rússia czarista e sofreu as restrições à liberdade religiosa sob o regime soviético, mas os seus números têm crescido significativamente nos últimos anos (cerca de 548.000 em 1988). Batistas são a maior denominação protestante nos países da antiga URSS.

No século 20, missionários batistas criaram  igrejas em toda a Ásia, África e América do Sul. Em 1905, a Aliança Batista Mundial foi formada com o propósito de cooperação internacional Batista. Sua sede é em McLean, Virginia.

Crenças e Práticas Batista

Igrejas batistas tendem a ser evangélica na doutrina e na adoração reformada. No entanto, as igrejas Batista não tem uma autoridade central que regem, por isso uma grande variedade de crenças pode ser vista entre uma igreja batista e outra. Algumas igrejas Batista usam a sigla a seguir como um resumo das distinções comuns dos batistas:

Biblical authority
Autonomy of the local church
Priesthood of the believer
Two ordinances (Believer’s Baptism and Communion)
Individual soul liberty
Separation of Church and State
Two offices of the church (Pastor and Deacon)



Estes e outros distintivos Batista são exploradas de forma sucinta.

Batismo crente

Batismo do crente é uma ordenança realizada depois que uma pessoa professa Jesus Cristo como Senhor e Salvador e é um símbolo da limpeza ou remissão de seus pecados. Na denominação Batista, o batismo não desempenha nenhum papel na salvação, é sim uma expressão externa da mudança interna que já tenha ocorrido.Batistas enfatizam o batismo por imersão total, que segue o método utilizado por João Batista. Isso geralmente consiste de reduzir o candidato na água para trás, enquanto um pastor recita a fórmula trinitária de Mateus 28:19.Este modo de batismo também é o preferido para o seu imaginário paralelo à morte, sepultamento e ressurreição de Jesus. Poucas igrejas Batista permitem o batismo por aspersão como método alternativo para pessoas com deficiência ou idosos, e a maioria das igrejas Batista reconhece batismos de adultos realizados em igrejas tradicionais . O batismo é visto como uma identificação pública da pessoa com o cristianismo e que a igreja particular e é frequentemente utilizado como um critério para a adesão das igrejas Batista.

A maioria dos anabatistas, Pentecostais, igrejas restauracionistas e não-denominacionais compartilham essa compreensão do batismo.

Congregacional Governança

Governança da igreja Congregacional dá autonomia ao indivíduo nas igrejas locais e em áreas de política e doutrinaria. Igrejas batistas não estão sob o controle direto administrativos de qualquer outro organismo, como um conselho nacional, ou um líder, como um bispo ou papa. Liderança, administração e doutrina são decididas democraticamente pelos membros leigos de cada igreja individual, que representa a variação de crenças de uma igreja batista para outra. John Wycliffe e Ulrico Zuínglio foram fortes influências no desenvolvimento inicial da idéia do congregacionalismo. De uma maneira típica de congregacionalistas, muitas cooperativas de batistas surgiram.

 

Separação de estado e igreja

Batistas têm desempenhado um papel importante na luta pela liberdade de religião e de separação entre Igreja e Estado na Inglaterra, os Estados Unidos e outros países, incluindo muitos que foram presos e até mesmo morreram por sua fé. Algumas figuras importantes nesta luta foram John Smyth, Thomas Helwys, Edward Wightman, Leonard Busher, Roger Williams (que foi um Batista por um curto período, mas tornou-se um buscador), John Clarke, Isaac Backus, e John Leland.

Batistas foram influentes na formação do primeiro governo civil, baseado na separação entre Igreja e Estado no que é hoje Rhode Island. Anabatistas e Quakers também compartilham uma história forte no desenvolvimento de separação entre igreja e estado.

A Associação Batista de Danbury Danbury, Connecticut enviou uma carta, datada de 07 de outubro de 1801, para o recém-eleito presidente Thomas Jefferson, expressando preocupação com a falta em sua constituição estadual de proteção explícita de liberdade religiosa, e contra a criação do governo da religião. Como uma minoria religiosa em Connecticut, os Batistas Danbury estavam preocupados que uma maioria religiosa pode “censurar suas magistrado-chefe … porque ele não vai, não se atrevem a assumir as prerrogativas de Jeová e fazer leis para governar o Reino de Cristo”, estabelecendo assim uma religião de Estado à custa das liberdades das minorias religiosas. Em sua carta ao Presidente , os Batistas Danbury também afirmou que “os nossos sentimentos estão uniformemente do lado da liberdade religiosa – que a religião é em todos os momentos e lugares  uma questão entre Deus e os indivíduos – que nenhum homem deveria sofrer em nome da pessoal … ”

Resposta de Thomas Jefferson , datado de 01 de janeiro de 1802, concorda com a opinião do Batistas Danbury “sobre a liberdade religiosa ea separação que acompanha do governo civil de preocupações da doutrina e prática religiosa. Citando a Primeira Emenda da Constituição dos Estados Unidos, ele escreve: “… eu contemplo com reverência soberana ….e a igreja pode acreditar e não deve proibir a prática da religião, os Batistas discordam entre si quanto ao grau em que a igreja deve influenciar . Estas discordâncias se manifestam em questões como se o Estado devesse restringir o jogo, a compra de álcool ou o aborto e  proibição de oração pública em escolas públicas nos Estados Unidos o.

Batista Lifestyle

Muitos batistas conservadores se opõem a jogos de azar, álcool, tabaco e alguns proibir dança e cinema.Especialmente em áreas onde os Batistas do Sul constituem a maioria da população, a denominação tem sido bem sucedida em impor seus valores sobre a população em geral – “condados secos” no Sul ou a proibição de música e dança  ) são exemplos.

Autoridade bíblica

Autoridade das Escrituras ou sola scriptura afirma que a Bíblia é a única fonte autorizada da verdade de Deus e qualquer visão que não pode ser diretamente ligado a uma referência bíblica é geralmente considerada baseado em tradições humanas,  Cada pessoa é responsável diante de Deus para a sua própria compreensão da Bíblia e é encorajado a trabalhar a sua própria salvação com temor e tremor.

Inerrância bíblica é também uma posição comum realizada pelos batistas, além de interpretações literais da Bíblia e teologias fundamentalistas. No entanto, por causa da variedade permitido sob congregacional governança, muitas igrejas batistas não são nem literais nem fundamentalistas, embora a maioria acredita na inerrância bíblica. , batistas também citam outros trabalhos como ilustrativa da doutrina. Uma obra que é comumente lida pelos batistas é Progresso do Peregrino da alegoria de John Bunyan. Esta é uma posição compartilhada por quase todos os grupos pós-Reforma cristã, com apenas algumas exceções (como Quakers).

Sacerdócio de todos os crentes

A posição Batista do sacerdócio dos crentes é uma coluna que sustenta a sua crença na liberdade religiosa.Sacerdócio de todos os crentes remove as camadas hierárquicas de sacerdotes, as tradições e autoridade, para que todos os cristãos têm igual acesso à revelação de Deus da verdade através do estudo cuidadoso da Bíblia.Esta é uma posição compartilhada por todos os grupos de pós-reformada cristã.

Justificação pela Fé

A doutrina da justificação pela fé afirma que é somente pela fé que recebemos a salvação e não através de quaisquer obras de nossa própria. Batistas colocam uma forte ênfase sobre o conceito de salvação. Teologia Batista ensina que os seres humanos têm sido contaminados pelo pecado de Adão e Eva  contra Deus e  por este pecado estamos condenados à danação. A teologia tem que Cristo morreu na cruz para dar aos humanos a promessa de vida eterna, mas que isso exige que cada indivíduo aceite a Cristo em sua vida e peça perdão. No entanto, o ponto de vista da soteriologia Batista percorre a escala do Calvinismo para o Arminianismo.Justificação pela fé é uma posição compartilhada por todos os grupos de pós-reformada cristã.

Variações na Batista crença e prática

Por causa do estilo congregacional  de governança sobre a doutrina, a doutrina muitas vezes varia significativamente entre uma igreja batista e outro, especialmente nas seguintes áreas:

  • Calvinismo versus Arminianismo
  • natureza de Lei e Evangelho
  • ordenação de mulheres
  • homossexualidade
  • escatologia (fim dos tempos)

Batistas em geral acreditam na Segunda Vinda de Cristo literal momento em que Deus irá julgar a humanidade e divisão entre os salvos e os perdidos (o Livro julgamento Grande Trono Branco de Apocalipse 20:11) e Cristo se sentará no julgamento dos crentes ( o tribunal de Cristo Segunda Epístola aos Coríntios 5:10), recompensando-os por coisas feitas enquanto vivo. Amilenismo, o dispensacionalismo, e ficar como o pré-milenismo histórico principais pontos de vista escatológico dos Batistas, com vistas, como o pós-milenismo e preterismo recebendo apenas escasso apoio.

Fontes

  1. “Batistas”. FL Cruz e EA Livingstone, eds., O Dicionário Oxford da Igreja Cristã (Oxford UP, 1997), pp 154-55.
  2. “Batista”. Wikipedia, a enciclopédia livre. 2005. < http://en.wikipedia.org/wiki/Baptist >.
  3. “Batista”. Encyclopædia Britannica . 2005. Encyclopædia Britannica Premium Service
    http://www.britannica.com/eb/article?tocId=9109450 >.

As declarações doutrinais

Não pertenço a igreja batista, apenas estou mostrando um pouco da história das igrejas e espero que tenha sido útil.

Deus te abençoe!!!

Cristianismo

Publicado: outubro 14, 2011 em Cristianismo
Tags:


Igreja cristã na Inglaterra.

O cristianismo foi fundado no início do século 1° dC, com o ensino de milagres, crucificação e ressurreição de Jesus de Nazaré. Hoje é a maior religião do mundo, com cerca de 2.000 bilhões de seguidores. Especialmente dominante no mundo ocidental, o cristianismo de hoje tem uma grande variedade de formas, crenças e práticas, mas todos giram em torno da fé em Jesus Cristo.


Adventistas do Sétimo Dia

Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD ) é uma denominação que surgiu do movimento profético Millerita nos Estados Unidos durante a parte do meio do século 19. considerada um ramo do cristianismo protestante, embora as diferenças de doutrina e prática têm levado alguns cristãos tradicionais a negar a eles essa designação.

Logo © Sétimo Dia Igreja Adventista.

O nome da denominação adventista do sétimo dia indica suas duas principais características distintivas: a observância do sábado (sétimo dia) e uma expectativa do breve retorno de Jesus(Adventista).

Outras características distintivas incluem a adesão aos ensinamentos de Ellen G. White, e várias observâncias alimentares visando a saúde física.

Em maio de 2007, os adventistas eram o décimo segundo maior corpo religioso do mundo[10] e o sexto maior movimento religioso internacional.[11] A Igreja Adventista do Sétimo Dia é também a oitava maior organização internacional de cristãos do planeta.[12] A igreja Adventista no mundo é regida por uma Conferência Geral, com pequenas regiões administradas por Divisões, Uniões e Associações e Missões locais. Possui atualmente cerca de 17 milhões de membros[13], está presente em mais de 200 países e territórios e é etnicamente e culturalmente diversificada [1]. No Brasil existem cerca de 1,6 milhões de membros[1].

Grande parte da teologia dos Adventistas do Sétimo Dia corresponde aos ensinamentos protestantes tradicionais como a Trindade[14][15][16], a Infalibilidade bíblica[17], a justificação pela fé[18], a salvação por meio da graça[19], o nascimento virginal de Jesus, Seu sacrifício substituto na cruz, Sua ressurreição, ascensão e segunda vinda e o batismo por imersão. Os Adventistas também possuem ensinamentos distintos de outras denominações protestantes como o estado inconsciente dos mortos e a doutrina de um juízo investigativo ocorrendo atualmente no céu. A igreja também é conhecida por sua ênfase na alimentação salutar e na mensagem de saúde, por sua compreensão indivisível de corpo, mente e alma, pela promoção dos princípios morais e pelo estilo de vida conservador.

História do adventismo do sétimo dia

William Miller
William Miller (1782-1849)
Ellen White e seu marido James White. A Igreja Adventista do Sétimo Dia em Lompoc, Califórnia. Foto: Kent Kanouse . Sétimo Dia Igreja Adventista em Grahamstown, África do Sul. Foto: Gregor Rohig . . Sétimo Dia Igreja Adventista no PeruFoto: Doug Downen .Ellen White e James White

Sétimo Dia Igreja Adventista

SDA igreja na África do Sul

Sétimo Dia Igreja Adventista no Peru

O movimento Adventista tem suas raízes no século 19 “movimento Millerite”, que se centrava na crença de que Jesus voltaria em 22 de outubro de 1844. William Miller (1782-1849) era um fazendeiro que se estabeleceram em Nova York depois da guerra de 1812. Ele era originalmente um deísta, mas depois de muito estudo da Bíblia privado, Miller se converteu ao Cristianismo e tornou-se Batista. Ele estava convencido de que a Bíblia continha informações codificadas sobre o fim do mundo ea Segunda Vinda de Jesus. Em 1836, ele publicou o livro Evidências da Bíblia e da História da Segunda Vinda de Cristo sobre o Ano 1843 .

A previsão do ano de 1843 foi baseado em grande parte, Daniel 8:14: “E ele disse sobre mim, até 2.300 dias, então o santuário será purificado.” Miller acredita que o “2.300 dias” se referia a 2300 anos e que a contagem regressiva começou em 457 aC. Ele concluiu que a “purificação do santuário” (interpretado como a Segunda Vinda) poderia ocorrer em algum momento entre 21 de março de 1843 e 21 de março de 1844.

Quando essas datas passaram, Samuel Snow, um seguidor de Miller, interpretou o “tempo de tardança” referido no Habacuque 2:3 como igual a 7 meses e 10 dias, atrasando assim o tempo final de 22 de outubro de 1844. Quando esta data passou também sem intercorrências, deixou muitos seguidores do movimento no que hoje é chamado de “O grande desapontamento”. Miller-se gradualmente retirou-se da liderança do grupo e morreu em 1849.

Seguidores de Miller  eram de  varias igrejas (Batistas,Metodistas, Presbiterianos e outros, ) os que continuaram estudando a bíblia deram origem ao movimento adventista, o estudo da Bíblia ainda levou à crença de que Jesus naquele ano tinha entrado no lugar santíssimo do santuário celestial, e começou um “juízo investigativo” do mundo: um processo através do qual existe um exame dos registros celestiais para “determinar que, através do arrependimento do pecado e da fé em Cristo, têm direito aos benefícios de Sua expiação “após o que Jesus voltará à Terra.Segundo o ensinamento da Igreja, o retorno de Cristo pode ocorrer muito em breve, embora ninguém saiba a data exata desse acontecimento (Mateus 24:36).

Por cerca de 20 anos, o movimento adventista foi um grupo bastante desorganizada de pessoas que ocupavam a esta mensagem. Entre suas maiores apoiantes foram James White, Ellen G. White e Joseph Bates. Mais tarde, uma igreja chamada formalmente organizado pela Conferência Geral da adventistas do sétimo dia foi criada em Battle Creek, Michigan, em 21 de maio de 1863, com uma adesão de 3500.

Principalmente através do evangelismo e inspiração de Ellen G. White, que foi considerada como uma profetisa, a igreja cresceu rapidamente e estabeleceu uma presença além da América do Norte durante a última parte de 1800. Em 1903, a sede denominacional foram mudou de Battle Creek para Washington DC e da comunidade vizinha de Takoma Park, Maryland.

Crenças dos Adventistas

  • Adventismo . Crença em iminente, pré-milenar, universalmente visível segunda vinda, precedido por um tempo de angústia quando os justos serão perseguidos e uma segunda vinda falsa onde Satanás representa o Messias.
  • Ellen G. White . Ensinamento de que o “Espírito de Profecia”, uma marca de identificação da igreja remanescente, foi manifestado no ministério de Ellen G. White, a quem os adventistas reconhecem como mensageira do Senhor. Seu “escritos são uma contínua e autorizada fonte de verdade e proporcionam conforto a igreja, orientação, instrução e correção.” (28 Crenças Fundamentais) Eles também tornam claro que a Bíblia é o padrão pelo qual todos os ensinamentos e experiência devem ser testados .
  • Estado dos mortos . Adventistas do sétimo dia crêem que a morte é um sono durante o qual os “mortos não sabem coisa alguma” (Eclesiastes 9:5). Este ponto de vista sustenta que a pessoa não tem forma consciente da existência até a ressurreição, seja na segunda vinda de Jesus (no caso dos justos) ou após o milênio de Apocalipse 20 (no caso dos ímpios). Devido a esta visão, adventistas do sétimo dia não acredito que o inferno existe atualmente e acreditam ainda que os ímpios serão destruídos no final do tempo
  • Práticas

 

Adventistas do Sétimo Dia observam 24 horas de sol-a-sol do sábado, começando do por-do-sol  de sexta-feira. Justificação para essa crença é obtida a partir do relato da criação em Gênesis em que Deus descansou no sétimo dia, uma abordagem mais tarde imortalizada nos Dez Mandamentos. Adventistas do sétimo dia afirmam que não há mandamento bíblico para a mudança do “verdadeiro sábado” para a observância do domingo, que quer dizer que a guarda do domingo é apenas uma “tradição dos homens.”

Cultos seguem um formato de evangélicos, com ênfase no sermão. Durante a semana reuniões de oração podem ser realizadas e muitas vezes as crianças freqüentam escolas adventistas.

Adventistas do Sétimo Dia prática batismo de adultos por imersão completa em uma maneira similar aos batistas. Crianças são dedicadas ao invés de batizados, e que o batismo requer responsabilidade consentimento e moral.

Adventistas do sétimo dia a práticam da comunhão quatro vezes por ano,  A comunhão é um serviço aberto  e inclui uma cerimônia de lava-pés (comumente referido como o Decreto de humildade) e do consumo da Ceia do Senhor.

Adventistas do sétimo dia não comem carne de porco ou outras carnes impuras, como indicado no livro de Levítico e muitas evitam todas as carnes por razões de saúde (ver próxima seção).

Sétimo Dia Adventista do Código Sanitário e restrições alimentares

Adventistas do sétimo dia apresentam uma mensagem de saúde que recomenda o ovo-lacto-vegetarianismo e a abstinência  de carne de porco , mariscos e outros alimentos proibidos como “impuros” em Levítico. O álcool e o tabaco  são proibidos.

Dr. John Kellogg, fundador da empresa Kellogg e um importante fornecedor de cereais de pequeno almoço, era um membro da Igreja Adventista do Sétimo dia. A Companhia Sanitarium Health Food, de propriedade da Igreja Adventista do Sétimo Dia, é um dos principais fabricantes da Austrália de saúde e  produtos relacionados.

Adventistas do Sétimo Dia têm um grande número de hospitais. Sua escolas de medicina predominam na América do Norte  em Loma Linda, Califórnia.

Adventistas Ética

A posição adventista oficial sobre o aborto é que é permitido apenas em circunstâncias excepcionais que apresentam graves dilemas morais ou médicos, tais como ameaças significativas à vida da gestante, sérios riscos à sua saúde, graves defeitos congênitos cuidadosamente diagnosticados no feto , gravidez e resultante de estupro ou incesto. Embora o tom geral para com o aborto é negativo, O Adventista  pode tomar qualquer posição no espectro político.

Adventistas do Sétimo Dia em geral, condenam a homossexualidade . A Igreja não realiza casamentos gays ou uniões sagradas, e os  gays não podem ser ordenados. A homossexualidade de um dos cônjuges é dada como uma das razões rara aceitável para o divórcio.

Organização e Estrutura

Adventistas do sétimo dia têm três níveis de ordenação: diáconos, anciãos e pastores. Em algumas igrejas adventistas só os homens são elegíveis para a ordenação, mas há muitos exemplos de mulheres diaconisas e anciãs e pastoras. Pastores  podem se casar e constituir famílias.

Organização para além da igreja local é a seguinte:

  • A igreja global é chamada a Conferência Geral.
  • A Conferência Geral é composta por divisões.
  • Divisões são compostas de conferências sindicais.
  • União conferências consistem em conferências locais.
  • Conferências locais incluem distritos da igreja local. Estes são geralmente ministradas por um pastor.
  • Distritos locais podem conter de uma a muitas igrejas locais (congregações). Nos Estados Unidos, esses números tendem a ser menores (2-4 igrejas por distrito, talvez), enquanto na maioria da igreja em todo o mundo, os números tendem a ser maiores (5 + por distrito e por pastor, às vezes até 15 ou mais).

Igreja Adventista , é uma mistura de elementos episcopal e presbiteriana. Cada uma dessas igrejas locais tem o seu próprio corpo eleito que regem e escritório. Quase tudo é decidido por um ou outro comitês eleitos, pelo voto dos membros ou representantes das igrejas locais. Cada organização tem uma sessão geral em determinados intervalos. Isso geralmente é quando as decisões gerais são votadas. O presidente da Conferência Geral, por exemplo, é eleito na Sessão da Conferência Geral, a cada cinco anos. O atual chefe da Igreja Adventista do Sétimo Dia é presidente da Associação Geral, Ted Wilson.

Educação Adventista e Instituições

Adventistas do sétimo dia tiveram um interesse muito grande em educação . A Igreja Adventista executa um dos maiores sistemas de educação no mundo. Eles operam cerca de 5.700 pré-escolas, escolas primárias e secundárias, bem como faculdades, universidades, seminários e escolas médicas em cerca de 145 países a nível mundial.Este sistema de ensino envolve cerca de 66000 professores e 1.257.000 alunos. O programa educacional adventista é abrangente que inclua “mental, saúde física, social e espiritual” com “crescimento intelectual e serviço à humanidade” o seu objectivo.

O Departamento de Jovens da Igreja Adventista do Sétimo Dia dirige uma organização de meninos e meninas de  10-16 anos  chamado Desbravadores . Para crianças mais novas, Aventureiros.

Adventistas do sétimo dia possui uma série de universidades ( listados aqui ) e hospitais ( listados aqui )  em todo o mundo.

A Igreja Adventista do Sétimo Dia tem sido ativa por mais de 100 anos defendendo a liberdade de religião . Em 1893 seus líderes fundaram a Associação Internacional de Liberdade Religiosa (IRLA). Eles também têm sido formalmente ativa em ajuda humanitária para mais de 50 anos (ADRA).

Indivíduos gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros, que são, ou que foram adventistas do sétimo dia formaram uma rede social chamada SDA Kinship internacionais .motivo de um processo judicial por parte da Igreja Adventista do Sétimo Dia em uma tentativa de proteger o termo “SDA” (IASD) . O resultado da decisão permitiu que o uso continuado do termo “SDA”.

Leitura adicional sobre Adventistas do Sétimo Dia


Casa dos Profetas?

 Joseph Rutherford, presidente da Watchtower Bible and Tract Society (Torre De Vigia) encomendou a construção de uma casa em San Diego, Califórnia. Esta casa se tornaria casa para Abraão, Isaaque, Jacó, José, Moisés, Davi, Samuel e todos os mencionados em Hebreus capítulo 11. No entanto, quando a festa bíblica não ocorreu, o incidente Bete-Sarim teve que ser reprimido e escondido.

Beth-Sarim hoje:



Foto: Diane Raines

Em 1920, Rutherford declarou, “Como nós já declaramos anteriormente, o grande ciclo de jubileu deve começar em 1925. Naquele tempo a fase terrestre do reino será reconhecida”. Rutherford explicou, “Portanto, podemos esperar confiantemente que 1925 marcará o retorno de Abraão, Isaque, Jacó e os profetas fiéis da antiguidade, particularmente aqueles mencionados pelo Apóstolo em Hebreus capítulo onze, e voltaram condição de perfeição humana “(Milhões Agora Vivem Jamais Morrerão, p. 89-90). Esta era uma profecia excitante. Testemunhas de Jeová ao redor do mundo aderiram sua causa, sendo justificados pela manifestação física destes patriarcas bíblicos. Quando chegou 1925, mas Abraão e os demais não ressuscitaram, alguns seguidores de Rutherford abandonaram a os Testemunhas de Jeová.  Mesmo que não tivesse ocorrido em 1925, ainda era um assunto de antecipação muito animado. Por esta razão, Rutherford, percebendo que quando Abraão e companhia brevemente chegariam, deu instruções para construí-lhes uma casa. Em seu livro, Salvação , Rutherford menciona esta casa e seu propósito de ser construído. “Em San Diego, Califórnia, há um pequeno pedaço de terra, em que, no ano de 1929, foi construída uma casa, que é chamado e conhecida como Bete Sarim As palavras hebraicas Bete Sarim significam “Casa dos Príncipes. e a propósito de adquirir esta propriedade e construir a casa era de que havia alguma prova tangível de que existiam pessoas na terra hoje que acreditam plenamente em Deus e Cristo Jesus e em Seu reino, e que acreditam que os homens fiéis da antiguidade serão ressuscitados em breve pelo Senhor, estar de volta na terra, e assumir o controle dos negócios visíveis da terra “(p. 311). Com a casa agora construída, não havia nada a fazer senão esperar. E eles esperaram, até 1942. Rutherford escreveu o último livro de sua vida, mencionando novamente Bete-Sarim e Abraão, e conpanhia. Ele escreveu: “portanto, aqueles homens fiéis do passado podem ser esperados de volta dos mortos a qualquer momento. As Escrituras dão boas razões para acreditar que será pouco antes das pausas Armageddon. “Nesta expectativa a casa em San Diego, Califórnia, que casa tem sido muito divulgada com intenções maliciosas pelo inimigo religioso, foi construída, e chamado de ‘Bete-Sarim’, ‘Casa dos Príncipes ” E agora guardadas em confiança para a ocupação por esses príncipes no seu retorno “(The New World, p. 104). Note que Rutherford disse que foi “realizada em confiança.” Na verdade, a ação tem vários pontos muito interessantes. Explica , “que (o) Reino de Deus terá representantes visíveis na terra, que serão encarregados dos assuntos das nações sob a supervisão do governante, que entre eles  estão, assim, os representantes fiéis e os governadores visíveis neste mundoserão Davi, Israel(Jacó), e Gideão, e Baraque, e de Sansão, e Jefté, e José, o antigo governante do Egito, e Samuel, o profeta e outros homens fiéis que foram nomeados com aprovação na Bíblia em Hebreus, capítulo 11. “Isto foi oque disse a Watchtower Bible and Tract Society (Torre De Vigia) que todos os homens acima nomeados como representantes do reino de Deus na terra e que esses homens devem ter posse e uso da referida propriedade” No entanto, havia uma cláusula condicional colocada na ação. Até Davi, Abraão ou outros ressuscitarem,e dizia isso: ” Joseph F. Rutherford, têm o direito e privilégio de residir no referido estabelecimento até  ser tomado  por Davi os outros homens aqui nomeados e esta propriedade e instalações são dedicados a Jeová e ao uso de seu reino e deve ser usado para tal para sempre “ (ação de 24 de dezembro de 1929). 

A ação, que foi assinada por Rutherford tInha três artigos notáveis ​​nele. 

Primeiro , Beth-Sarim foi construído para o propósito expresso de moradia para os patriarcas. 

Em segundo lugar, embora Rutherford poderia morar na casa, ele só poderia fazê-lo até que alguém de hebreus 11 chegasse. 

Terceiro, a casa Bete-Sarim iria permanecer no reino de Jeová para ser usada para sempre.

Talvez não seja necessário explicar, mas ninguém de hebreus 11 chegou para assumir a propriedade Bete-Sarim. Como resultado, Rutherford passou os últimos anos de sua vida nesta mansão bonita enquanto seus seguidores sofreram em pobreza durante a Grande Depressão da década de 1930. Além disso, alguns anos após a morte de Rutherford, Bete-Sarim foi vendida. Em 1948 a casa foi vendida, e o ensinando relativo ao “retorno dos antigos dignitários foi silenciosamente abandonado em 1950” (Milhões Agora Vivem Jamais Morrerão: Um Estudo das Testemunhas de Jeová, Alan Rogerson, p. 48). Assim,  Há um epílogo a esta história. Em 1975, a Sociedade Torre de Vigia publicou um livro que mencionou Bete-Sarim. No entanto, as informações contidas em suas páginas só serve para complicar as Testemunhas de Jeová na sua credibilidade histórica. Desde seus primórdios, Bete-Sarim foi o construída para Abraão e amigos. Este livro parece contar uma história completamente diferente. “Com o tempo, uma contribuição direta foi feita com o propósito de construir uma casa em San Diego para o uso do Irmão Rutherford. Ela não foi construída à custa da Sociedade Torre de Vigia. Relativo a esta propriedade,

O livro  de 1939 Salvação afirmou: “Em San Diego, Califórnia, há um pequeno pedaço de terra, em que, no ano de 1929, foi construída uma casa, que é chamada e conhecida como Bete-Sarim. ‘” (1975 Yearbook das Testemunhas de Jeová, p. 194). Há dois problemas com esta declaração do Anuário. Primeiro, a Torre de Vigia disse que foi construída para uso do Irmão Rutherford quando de fato, de acordo com Rutherford-se, foi construído para os homens de Hebreus !  Embora Rutherford reivindicasse ter sabedoria profética, ele fez muitas falsas profecias. Uma dessas profecias foi sua previsão de 1925, relativa ao retorno de Abraão e outros patriarcas bíblicos. Para agravar estes problemas nos últimos anos a Sociedade Torre de Vigia, em suas tentativas de encobrimento de eventos constrangedores de seu passado, usou-se falsas profecias. Talvez o pior de tudo, é o fato de que em assim fazendo, eles já estão mentindo para seus próprios seguidor.


“Os cristãos, naturalmente, se esforçaram para garantir que” a legislação civil “respeite seu dever de santificar o santo domingo. ” -Artigo 67, “Dies Domini” ,07 julho de 1998 – Grifo nosso.


 

Para aqueles de  religiões protestantes e não-cristãos, esta afirmação não parece ter muita autoridade por trás dela, simplesmente porque você simplesmente não olha para o papa como seu líder. No entanto, em26 de junho de 2000Iniciativa das Religiões Unidas foi assinada, na os líderes do governo se referem como uma lei global. A verdade é que esta é realmente uma das muitas leis globais aparecendo recentemente. No momento da assinatura desse documento tornou-se uma realidade inclusive internacionais que qualquer papa sentado na Vaticano após essa data é considerado a autoridade moral universal sobre todas as igrejas com membros no World Wide Council of churches, 

Milhares de anos atrás a bíblia cristã previu o Anticristo procuraria fazer cumprir-se as leis injustas, de modo a impor a sua marca sobre as pessoas deste mundo. Este ministério, assim como muitos outros, têm estado por muitos anos estão pregado . Infelizmente,muitos ministérios  pregam que a nossa mensagem é uma tradução falsa das profecias em Daniel e Apocalipse. no final desta página, você terá uma compreensão mais clara do que é a verdade.

Na carta, intitulada “Dies Domini”, que é latim para “O Dia do Senhor”, vemos o papa exigindo todos os cristãos no mundo inteiro a respeitar e honrar domingo o primeiro dia da semana, em lugar do sábado o sétimo dia da semana, em direta oposição à Lei de Deus. Em outras palavras, o papa está buscando leis religiosas que serão literalmente projetadas para forçar todas as pessoas ao redor do mundo a quebrar as leis de Deus e aceitar as tradições dos homens em seu lugar.As escritura são claras que temos de “Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo;” – Colossenses 2:08

Jesus disse:“E dizia-lhes: Bem invalidais o mandamento de Deus para guardardes a vossa tradição..” em Marcos 7:9 Como cristãos crentes na Bíblia, nunca devemos transgredir a Lei de Deus. Porque está escrito em 1 João 3:4 que “… o pecado é a transgressão da lei “. O papa está tentando forçar-nos usando a lei da terra para quebrar Mandamento # 4.

Estou completamente ciente de que muitos pregadores ensinam que não estamos mais sob a lei, mas fazê-lo sem o entendimento das Escrituras do que esse termo significa realmente inspirado.

É um fato bem conhecido para as últimas décadas que a maioria dos colégios bíblicos em todo o mundo ensinam uma versão diluída da verdade para não ofender a mãe Roma. Ofender Roma seria perder alguns benefícios que eles simplesmente não podem dar ao luxo de perder. Eles têm tudo a perder,subsídios governamentais egrandes vantagens políticas . Então, em vez de fazer como o seu Criador Deus ordena ao ensinar.

  • 1 Pedro 5:1-4: ” Os presbíteros que estão entre vós, admoesto eu, que sou também presbítero com eles, e testemunha dos sofrimentos de Cristo, e participante da glória que será revelada:   Apascentai o rebanho de Deus que está entre vós , tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; não por torpe ganância , mas de uma mente pronta;   Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho .   E quando o Sumo Pastor, aparecer , recebereis a coroa da glória que não se murcha . “

Então … o que Paulo está falando quando diz não estavam mais sob a lei em Romanos, capítulo seis?Primeiro, precisamos definir o pecado, porque esta é a razão para a emissão da Lei a ser discutido.

  • A definição do pecado = 1 João 3:4, “… o pecado é a transgressão da lei. “
  • A pena do pecado = Romanos06:23, “… o salário do pecado é a morte “;
  • O custo do pecado = 2 Corinthians05:21“Para ele o fez (Jesus) pecado por nós … “E 1 Coríntios06:20diz: “.. vocês são comprados por bom preço : “

Agora que sabemos que o pecado é o quebrantamento dos mandamento de Deus. Será que a Palavra de Deus expõe sobre a “maldição” de estar “sob a lei?”

  • Daniel 9:11: “Sim, todo o Israel transgrediu a tua lei, desviando-se para não obedecer à tua voz; por isso a maldição e o juramento, que estão escritos na lei de Moisés, servo de Deus, se derramaram sobre nós; porque pecamos contra ele. “

Daniel é bastante claro. O transgredir da lei significa maldição  sobre nós. Estamos, então, sob a maldição da lei quando  a quebramos

  • Gálatas 03:10“Pois todos quantos são das obras da lei estão debaixo da maldição ; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las. “
  • Gálatas 03:13, “Cristo nos resgatou da maldição da lei , sendo feita uma maldição para nós : porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado em um madeiro:  “

Aqui é bastante claro para ser um cristão somos redimidos dessa maldição. Jesus foi “feito maldição por nós”, quando Ele foi pendurado naquela cruz. Ele fez isso para que nós não morrêssemos como a Lei exige para qualquer um que transgride a lei, você tem pecado,eu  pequei, todos pecaram, pois “… está escrito: Não há nenhum justo, nem um sequer “(Romanos03:10)

Minha passagem favorita em explicar este fato bíblico é …

  • Deuteronômio 11:26-28: “Eis que ponho diante de vós hoje uma bênção e uma maldição ; A bênção, se obedecerdes aos mandamentos do Senhor vosso Deus , … E a maldição, se não derdes ouvidos aos mandamentos do SENHOR, vosso Deus , … “

Então .. de acordo com Deuteronômio, há ..

  • Bênção , se você guardar a Lei
  • Maldição  você quebra

A teologia do Antigo Testamento nunca foi mudada por Cristo. De fato, Cristo afirmou claramente em Mateus 05:17“Não penseis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim para destruir, mas cumprir.” E como Ele cumprir essa lei? Acabamos de ler em Romanos 6:23 que a lei, afirmou o salário do pecado é a morte, certo? Gálatas03:13 apenas informou-nos que Jesus veio a ser a maldição por nós. Ele cumpriu as exigências da lei por nós, morrendo por nós há 2000 anos atrás. É simples assim. Pecado exigiu uma morte como pagamento pelo pecado, Cristo pagou o preço por nós.

A maldição ainda está lá para todos que escolhe para o pecado, ea bênção ainda está lá para todos que escolhe obedecer. Esta é uma lei de Deus. Como pode mudar uma coisa quando esse mesmo Deus declarou claramente em Malaquias 3:6, “Porque eu sou o SENHOR, não mudo … “

O Deus da Criação não é como o homem onde ele comete erros e tem que “mudar” coisas que Ele não poderia prever como um possível resultado final de suas ações. Nosso Deus é um Deus que vê o fim desde o início. (Veja Isaías 46:10). Na verdade, Lucas16:17diz: “… E é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til da lei..” … Este é o mandamento, como ouvistes desde o princípio , que andeis nele. “- 2 João 1:6

Se você peca, então você está sob a maldição, Jesus mesmo disse: “Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til jamais se omitirá da lei ” – Mateus 5:18. O senso comum nos oferece a realidade de que o Céu e a Terra ainda não passaram. Você está em pé em terra firme não está? E os céus ainda estão acima de sua cabeça . Assim, de acordo com o próprio Jesus Cristo, a Lei  ainda é válida. Se transgredir essa lei, pecamos. Se pecamos, deve haver uma morte para o pecado. Esta é a beleza do que Ele fez na cruz. Romanos 5:8 diz: “Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós . ” 2 Coríntios 5:14 diz: “… se um morreu por todos, logo todos morreram:” 1 Tessalonicenses 5:9-10 diz: “Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para alcançarmos a salvação por nosso Senhor Jesus Cristo,   que morreu por nós , para que, quer vigiemos, quer durmamos, nós devemos viver juntamente com ele . “

Agora, alguns ensinam que desde que Jesus já morreu, já não temos para quardar a lei. No entanto, os romanos v03:31diz: “31 Anulamos, pois, a lei pela fé? De maneira nenhuma, antes estabelecemos a lei. “. O fato de Jesus morrer, e nós reconhecermos que a morte, e a conquista do perdão pelos nossos pecados, estabelece a Lei que eles muitos afirmam ser nula e sem efeito. Como podem dizer que o Direito não é mais válido quando os próprios afirmam Jesus como seu Salvador? . É por isso que devemos confessar nossos pecados., e por causa do pecado que nós merecemos a morte. Isso é o que é exigido para os transgressores da lei. No entanto, “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” -1 João 1:9 O fato de que João está dizendo que ainda precisamos confessar nossos pecados prova a lei ainda é válida hoje.

A Bíblia claramente proclama que a única forma que alguém pode acabar com a Lei é  quebrando. O que você faz, então, é negar a graça de Deus oferecida gratuitamente para você. Como você pode ainda estar sob a graça, quando peca sem o desejo de se arrepender e confessar?

  • Ou você está sob a Sua graça depois do arrependimento e confissão
  • Ou sob a Lei de recusa do mesmo

Não existem áreas cinzentas aqui. Verdade é a verdade.

  • Romanos 2:12 e 13 “Pois todos os que pecaram sem lei também perecerão sem lei, e tantos quantos pecaram na lei devem ser julgados pela lei ;  (Porque os que ouvem a lei não são justos diante de Deus, mas o cumpridores da lei devem ser justificadas . .. “
  • João 05:14“Mais tarde Jesus encontrou-o no templo, e disse-lhe: Olha, já estás curado; não peques mais, para que alguma coisa pior para ti . “

Este versículo prova amplamente que, se escolhermos pecar depois de tornar-mos seguidores de Cristo, então alguma coisa pior virá sobre nós! Isso prova mais uma vez que a lei ainda é válida. O verso final para isso tem que ser o seguinte …

  • Romanos 1:5, “Por quem recebemos a graça e o apostolado, para obediência da fé entre todas as nações, por seu nome: “

Sim, é verdade que temos sido abençoados com a graça na era da igreja. Mas de acordo com a Palavra de Deus, que a graça é o que nos ajuda a ser obediente à fé! “Assim falai, e assim procedei, como devendo ser julgados pela lei da liberdade “. (Tiago 2:12)

Olhe para Adão e Eva por exemplo. Eles são o que o homem era para ser antes da queda. Mas o que foi a queda? Eles foram desobedientes. Muitos acreditam que todos eles têm de fazer é acreditar em Jesus Cristo para ganhar o céu. Eles não conseguem perceber que Adão e Eva viram Jesus face a face! Eles realmente viram “… o Senhor Deus andando no jardim pela viração do dia: … “(Gênesis 3:08) É por isso que eles se esconderam dEle.

O fato é que eles não tinham problema algum acreditando n’Ele, porque eles tinham evidência em primeira mão que Ele existe. Foi a desobediência que causou queda de Adão e Eva. Se você diz somente crer em Jesus é suficiente para ganhar o céu, então você está afirmando que Satanás será no céu também. Pois a bíblia diz comum que  “demônios crêem e tremem” – Tiago02:19.

O cristianismo basico nos diz que Satanás e seus anjos não esaão no céu, mas eles acreditam em Jesus como o Filho de Deus isso está claramente escrito em Marcos 1:24, “Dizendo: Deixa-nos, que temos nós fazer contigo, Jesus de Nazaré ? tu veio para nos destruir? Bem sei quem és: o Santo de Deus . ” Então, novamente, apenas “crer” Ele é o Senhor não é suficiente para ganhar o céu. Qualquer pessoa pode acreditar .. Satanás e seus anjos provaram isso.

Ouça as palavras de alguém que é conhecido como o profeta do tempo do fim. Ele falou muito do nosso dia, milhares de anos atrás.

  • Ezequiel 33:13: “Quando eu disser ao justo que certamente viverá, e ele, confiando na sua justiça, praticar a iniqüidade, não virão à memória todas as suas justiças, mas na sua iniqüidade, que pratica, ele morrerá. “

Iniqüidade é “pecado conhecido.” Se não estamos mais sob a lei, mas debaixo da graça, e podemos continuar no pecado como muitos supõem, por que Ezequiel dize que morreriam por seus pecados conhecidos? NÃO PODE estar falando sobre os pecadores aqui, porque eles simplesmente não sabem o que é pecado até que encontrem a Cristo e Sua Lei perfeita. Pois está claramente escrito …

  • Romanos 03:20, “… porque pela lei vem o conhecimento do pecado. . “
  • Romanos 7:7, “… Que diremos pois? É a lei pecado? De modo nenhum. Mas eu não conheci o pecado senão pela lei; ., Não cobiçarás “

1 Pedro 5:1-4: ” Os presbíteros que estão entre vós, admoesto eu, que sou também presbítero com eles, e testemunha dos sofrimentos de Cristo, e participante da glória que será revelada:   Apascentai o rebanho de Deus que está entre vós , tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; não por torpe ganância , mas de uma mente pronta;   Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho .   E quando o Sumo Pastor, aparecem , recebereis a coroa da glória que não se murcha . “

Queridos desejo que Deus toque o vosso coração e que a promessa de João 08:32 se cumpra em vossa vida.

COntinua…..

os Dez Mandamentos aqui